Web reloaded

por Alexandre Fugita

[Silverlight] Não, essa não é uma seqüência da Matrix. Um dos assuntos mais importantes da semana passada foi a demonstração do Silverlight da Microsoft. Para quem não sabe, o Silverlight é uma plataforma para criação de Rich Internet Applications que a gigante de Redmond está lançando e impressionou todo mundo. Desenvolvedores por toda a web estão falando que a web renasceu, foi “rebootada”, vai mudar depois do Silverlight. Desde o keynote de demonstração do produto estou para escrever algo aqui, mas precisava analisar toda a informação disponível pela web e blogosfera. Pra quem ainda duvidava, a web é mesmo a plataforma.

Rich Internet Applications

O que eu entendo de RIA é que são aplicações web que tentam mimetizar ao máximo aplicações normais de desktop. Arquitetos da Informação me corrijam se estiver errado. Com o Flash é possível criar Rich Internet Apps, assim como usando-se o quase ex-hype AJAX e agora, o Silverlight.

Desde sempre dizem que a web vai virar plataforma. Só recentemente com a popularização de algumas tecnologias está tornando isso possível. A banda larga é fundamental, assim como um bom browser e um computador rápido. Com esses três elementos diminuímos os problemas causados pelos lags intermináveis que aplicações web estão sujeitos.

E a tendência é essa mesmo. A Adobe possui o Flex, plataforma de desenvolvimento de RIAs off-line baseado no Flash. A fundação Mozilla deve lançar o Firefox 3 com suporte aplicativos web rodando off-line. A Microsoft lança o Silverlight para concorrer neste mercado que deve ser uma das possíveis evoluções da web.

Além de novíssimas e reluzentes aplicações web, vamos ver uma evolução no software corporativo usando estas tecnologias. Esse troço chamado web 2.0, AJAX, etc, foi apenas um período de transição. Não é à toda que por toda blogosfera ecoa que web 2.0 não existe, não é nada, blá e blá. Agora é esperar pra ver qual vai ser o vencedor da nova e sangrenta batalha. Adoro isso!

Leia também:

  • Silverlight, uma discussão interessante via about: blank
Comentários do Facebook
13 comentários
  1. É a Microsoft mais uma vez chegando tarde nesse mercado.
    Só que dessa vez, com o Silverlight, chegou mesmo para competir.

  2. Não gosto de pensar que a web está se tornando um campo de batalha de tecnologias web. Provou-se no passado, através da guerra dos browsers, que isso só gera despadronização. Há muito esforço em criar tecnologias que vão “rebootar” a web (lindo isso, não?) mas é difícil ver as grandes empresas se preocupando em fortalecer os padrões. Os desenvolvedores fãs das empresas vão atrás delas e de seus hypes, e a web segue despadronizada. Lamento.

  3. […] trata-se de uma plataforma para desenvolvimento de RIAs (Rich Internet Applications) em seu post Web reloaded e completou no final: E a tendência é essa mesmo. A Adobe possui o Flex, plataforma de […]

  4. #2

    concordo 100%.

  5. Também concordo, ainda mais se falando de Microsoft (que odeia padrões Ex:IE7) =) Vale lembrar também que a Adobe abriu recentemente o código do Flex, o que deve aumentar ainda mais sua popularidade e qualidade.

  6. […] e usa recursos modernos da “web 2.0″. O estranho de tudo é que o serviço não usa o Silverlight, plataforma de desenvolvimento de aplicativos web recém lançada pela gigante de Redmond. De […]

  7. Neto,

    Pois é, como uma boa seguidora, aqui está a Microsoft novamente…

    Karlisson,

    A guerra dos browsers gerou despadronização pois não havia uma entidade para determiná-los. Naquela época a todo tempo novas versões do IE e do Netscape saíam, cada um com seus recursos proprietários. Foi uma pena.

    Lucas, Karlisson e Djavan,

    Bom, acho saudável essa concorrência. Da mesma forma que a falta de padrões é ruim, a falta de concorrência é pior ainda. Vide caso do IE que ficou 5 anos sem uma grande atualização e se tornou um péssimo browser por causa disso.

    Por outro lado uma falta de padrões pode ser ruim mas ambas as plataformas tem suporte aos pricipais browsers do mercado e são multiplataforma o que minimiza esse problema.

    O que importa é a janela do navegador e nossa interação com ela. No front-end e no back-end tudo precisa ser transparente para o usuário e essas ferramentas, tanto o Silverlight quanto o Flex, aparentemente o são..

    Djavan,

    É verdade, a Adobe abriu o Flex. Isso é interessante e deve atrair desenvolvedores. Tem gente apostando em movimento semelhante da Microsoft. Vamos ver!

    Abraços a todos!

  8. Em uma palavra…

    “Hype”

  9. António,

    Sim, hype. Mas o pessoal ficou impressinado e ontem a Sun lançou algo parecido.

  10. […] Web reloaded […]

  11. Parece ser bacana, porém o Flash já existe ha algum tempo e dúvida que a Adobe deixará a Microsoft roubar a grande fatia deste mercado.
    Trabalho com desenvolvimento WEB e consultoria em plataformas Open Source, e vou dizer o Flash Player chegou em um grau de maturidade interessante para plataformas Open Source.
    Vamos ver no que dá com o Silverlight

  12. 12. EVERTON disse em 23 maio 2010 - 00:51

    MUITO BOM!!!!!
    SÓ GOSTARIA DE SABER SE HÁ ALGUMA MANEIRA DE SALVAR NO PC O VÍDEO A SER EXIBIDO….

    everton belém-PA

  13. Kaliteli ve sa?lam mobilyan?n adresi resital mobilya uygun ödeme imkanlar? ile sahip olabilirsiniz.

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email