A estratégia móvel da Google - Techbits

A estratégia móvel da Google

por Alexandre Fugita

[Google Phone é widget] O Google Phone não existe, não na forma de hardware. Essa informação especulativa acaba de ser confirmada pelo New York Times. A Google nunca fez qualquer tipo de hardware para o público final, é de se esperar que dessa vez também continue fora desse negócio. Na verdade toda a estratégia da gigante de Montain View está baseada no software.

Widget phone

O NYT diz que a Google estaria criando um sistema operacional opensource – baseado em Linux – para rodar em diferentes hardwares de diferentes fabricantes. Com base nisso é provável que a estratégia dos softwares para o sistema esteja baseado em widgets com total integração às APIs da internet, principalmente da própria Google.

Não é à toa que a Google está interessada na faixa de freqüência de 700 Mhz que está para ser leiloada nos EUA no começo do próximo ano. O interesse real é garantir que seus aplicativos widgets rodem sem problemas interagindo com a nuvem da internet. Nada de net neutrality para redes móveis.

O que precisamos saber agora é se o sistema será aberto o suficiente para garantir a criação de softwares pela comunidade desenvolvedores ou teremos que ficar brincando de hacker gato e rato como no caso do iPhone.

(*) imagem deste post via PalmAddict, com ajuda remota – estou publicando isso direto do Treo -do Google Discovery.

Comentários do Facebook
16 comentários
  1. […] Check it out! While looking through the blogosphere we stumbled on an interesting post today.Here’s a quick excerpt Google Phone é widget O Google Phone não existe, não na forma de hardware. Essa informação especulativa acaba de ser confirmada pelo New York Times. A Google nunca fez … phone O NYT diz que a Google estaria criando um sistema operacional opensource – baseado em Linux […]

  2. Cara,
    Agora começa a fazer um sentido danado todas essas pontas. Seria uma forma de não esperar que os telefones tivessem tudo que o Google oferece. O próprio Google vai providenciar isso, fabricando um SO e vendendo para quem interessa… ou uma operadora de visão, ou mesmo uma fabricante que queira quebrar a situação atual de mercado.

  3. Gilberto,

    Pois é, começa a fazer sentido. Essa matéria do NYT esclareceu muitas coisas e faz mais sentido do que um gPhone hardware!

    Abraços!

  4. Quem precisa ler o New York Times?

    Basta ler o Techbits. O Fugita já havia falado várias vezes que o Google Phone viria na forma de software.

    Aliás.. 2 posts no mesmo dia?!?!? Isso vai abrir uma ruptura no espaço-tempo.. =D

  5. NYT não confirma Google Phone, mas aponta uma alternativa ao Windows Mobile…

    Diferente dos recentes rumores do Google Phone, o jornal The New York Times afirmou que poderá não existir um Google Phone. Segundo o jornal, o Google criou protótipos apenas para demonstração, mas seu objetivo não é construir um concorrente par…

  6. Fala Fugita!

    É meio controversa essa notícia pois ao mesmo tempo que tivemos aquela carta aberta do Eric Schmidt contra as operadoras de telefonia, o Google estaria buscando uma parceria com as mesmas para distribuir seu sistema operacional.

    Acredito que o Google Phone ainda está vivo e pode sair a qualquer momento! Ainda mais depois do Treo do Google Discovery! hehehe :D

    Abraços!!

  7. A estratégia móvel da Google – Techbits…

    O Google Phone não existe, não na forma de hardware. Essa informação especulativa acaba de ser confirmada pelo New York Times….

  8. George,

    Pois é… acho que o NYT lê o Techbits, hehe! gPhone não existe, o Techbits já tinha falado! hehehehe!

    Em relação aos dois posts no mesmo dia… alguma coisa tá errada (!!!). hehe!

    Renê,

    A carta do Google é contra o “fechamento” da rede de dados. Quer evitar uma net neutrality nas operadoras de celular e conseqüentemente, evitar que seus aplicativos widget tenham problemas ao acessar essa rede.

    Abraços a vcs!

  9. Nunca duvide do Google. Li ontem em algum lugar que a empresa comprou uma fabricante de aplicativos para celular… :P

  10. Marmota,

    Eu não duvido… mas também não boto muita fé… quanto a essa aquisição (mais uma!?!?!), ainda faz sentido no contexto deste post. Software para celular não significa hardware de gPhone e sim widgets no sistema operacional.

    Abraços!

  11. 11. Johann disse em 10 out 2007 - 17:59

    Fugita, só para constar, o Google vende SIM produtos de Hardware.
    Veja em http://www.google.com/enterprise/gsa/ .

    Eles vendem um mini servidor com o mesmo mecanismo de busca usado em seu site para indexar os documentos da rede interna de uma empresa. Bem interessante…

    Se vc der uma olhada nos “casos de sucesso” e parar pra pensar, vai descobrir da onde eles tiram boa parte de sua renda ;)

    Abraços!

  12. Johann,

    Hum… Por isso tomei o cuidado de colocar no texto que não há hardware para o “consumidor final”. De qualquer forma, valeu pelo “toque”!

    Abraços!

  13. É isso aí Fugita!

    Essa abordagem faz mais o gênero do Google mesmo. E esperemos que eles façam diferente da Apple que travou geral. Devem fazer.

    E é aquilo que eu comentei no outro post. Quando o AdSense estiver em todo celular Gphone. Putz…

    É nóis!

  14. Beto,

    Sim, faz mais o gênero da Google. Toda a boataria sobre o gPhone (hardware), não passa de boato mesmo. Foi iniciado por um blogueiro, que depois admitiu ter inventado a história… Mas tem gente que tem esperança… é possível… mas não boto muita fé.

    Abraços!

  15. […] com a tendência a transformar tudo em pequenossoftwares que interagem com a nuvem da internet (widget, alguém?), o círculo se fecha. APIs livres e pululantes, soltando bit pra quem […]

  16. […] aí entra a questão do Android OS e do Open Handset Alliance, como isso se encaixa? Fácil! O Android OS será um sistema operacional para suportar os widgets tanto da Google quanto aqueles feito pela comunidade de desenvolvedores que já se formou (aprenda […]

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email