A busca e a prateleira empoeirada

por Alexandre Fugita

[Prateleiras empoeiradas, via Flickr, CC] A busca é um dos pilares da web. Com ela, tudo torna-se encontrável. Aquele texto, daquele blog desconhecido (Techbits?) acaba ganhando um lugar ao Sol pois existem mecanismos de busca e pessoas procurando por tudo que você possa e não possa imaginar. Então, segundo essa evidência, a busca é benéfica, certo? Bom, não é o que pensam as autoridades da Bélgica. O país é conhecido pela ótima cerveja, mas também acham que a internet é uma série de tubos. A Copiepresse, associação dos jornais em francês da Bélgica, quer agora que o Yahoo! pare de indexar textos de seus afiliados. Pois bem, que esses jornais fiquem esquecidos na prateleira empoeirada.

Bélgica vs. Yahoo!, Google, Microsoft

Não é a primeira vez que a Copiepresse requisita a um mecanismo de buscas para não ser achado. Aqui no Techbits já falei sobre o caso envolvendo a mesma instituição e o Google. Aparentemente a busca da Microsoft, o MSN, também sofreu do mesmo problema. A questão que reclamam é válida: como os mecanismos de busca necessitam fazer cópias do conteúdo de um site para depois poder localizá-lo e enviar leitores, a Copiepresse diz que isso é uma violação de direitos autorais. Em sua defesa os mecanismos de busca dizem que só usam as cópias para gerar tráfego para o site indexado e não exibem textos completos como resultado de uma pesquisa. Faz sentido.

Livros digitalizados vs. Mecanismos de busca

Outra polêmica envolvendo mecanismos de busca são os projetos de digitalização de livros. Começou como o Google Livros, mas o Yahoo! e a Microsoft também entraram neste mercado. As editoras reclamaram, o circo pegou fogo, negociações foram feitas e no final algumas concordaram em serem escaneadas e outras não.

A todos que querem ficar na prateleira juntando pó, desejo boa sorte. Eu vou continuar a procurar arquivos digitais.

(*) foto deste post, via Flickr (link), sob licença CC (link)

Comentários do Facebook
11 comentários
  1. O negócio dos direitos autorais no Google talvez seja um problema, já que o site não só mostra parte do conteúdo (o que seria perfeitamente aceitável), mas armazena a página inteira em cache.

  2. Semtex,

    É uma questão complexa… mas o Google usa essas cópias para dirigir tráfego para o site o que pode ser convertido em receita para quem publica. Na verdade o Google é uma empresa de mídia mas não compete com a mídia tradicional já que não gera conteúdo. Apenas direciona o tráfego e vende uns anúncios nestes mesmos sites que recebem visitantes.

    Ficar fora do Google ou outro mecanismo de pesquisa pode representar uma queda drástica em visitações e, conseqüentemente, receita.

    Qto ao seu estranho apelido, acho que o FBI vai começar a ficar de olho neste blog já que a palavra Semtex foi mencionada até este momento 3 vezes nesta página, certo Semtex? (ops, 4 vezes agora!), hehehehe!

  3. Eu acho que existe um grande problema relacionado à falta de conhecimento técnico que muitas pessoas têm. É bem complicado não levar em consideração fatores técnicos.

    Como melhorar a performance sem utilizar cache? Sempre temos alguns probleminhas com relação à evoluções

  4. Então esse é o famoso Marco Arribas que está desaparecido? Pena que ele acabou de fugir sem deixar muitos rastros… Quem sabe o número do icq ajuda na busca…

    Haha

  5. Lucas,

    Acho que as licenças Creative Commons chegaram pra tentar mudar esse cenário. Assim é possível permitir outros a usar o conteúdo sem ferir qualquer direito autoral. Mas também acho que esses jornais deveriam permitir serem achados ou estarão fadados a permanecer empoeirados e sumir.

    obs: pois é, esse é o Semtex, eventual colaborador do site. Mas o cara usa um apelido, deixa o ICQ e na página do mensageiro tem o nome dele, hehehe!

  6. Eu acho que o que acontece é apenas um troca, e isso não me parece nada injusto ou que vá lesar algumas das partes, os dois ganham, e sem o google aí sim ele vai ver a falta que faz, não vai ficar só empoeirado vai ter terra mesmo. Abração.

  7. Silvano,

    Você pegou exatamente no ponto. É uma troca: o Google gera tráfego, o site deixa ser indexado. É benéfica para ambos, mas os jornais belgas não enxergam isso. Ou talvez queiram $$, mas no final vão ficar enterrados!

    Abraços!

  8. Googlezon toma forma…

    Quem se lembra do “documentário” EPIC 2014? Naquele vídeo, bastante interessante na época (2004) o autor previa o surgimento do Googlezon e o fim da mídia tradicional como conhecemos. No vídeo máquinas seriam responsáveis por process…

  9. Conteúdo na web: aberto ou fechado?…

    Essa discussão deve ser antiga… Um dos maiores portais de informação do Brasil, o UOL, possui inúmeros canais de conteúdo fechado. Só pode ter acesso quem assina o provedor ou o conteúdo em questão. Essa é uma das grandes razões para qu…

  10. […] is in our philosophy that content is king. Fugita once said that the search engines are the Web’s foundation stones (pt-br), and we agree with him, the search engines are not goint to stop existing, but they can change the […]

  11. Site de acompanhantes com fotos e telefones gratis.

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email