PalmOS está vivo, mais do que nunca

por Alexandre Fugita

[PalmOS está vivo] Há anos muitos prevêm a morte do PalmOS. Na semana passada a Access (proprietária do software) finalmente colocou um fim no agonizante sistema operacional. Mudou seu nome para GarnetOS já que os direitos de uso da palavra “palm” já não lhe pertencem. O PalmOS está morto? Por um lado sim, mas por outro não. Em vários movimentos feitos pela Palm Inc (fabricante dos palms), podemos dizer que o PalmOS está mais vivo do que nunca. E não vai ser através do sistema operacional desenvolvido pela Access.

Um pouco de história

A Palm Computing criou há 11 anos o Palm Pilot, computador de mão que revolucionou a mobilidade. Vários produtos inovadores foram lançados nos anos seguintes. A certa altura começou a enfrentar concorrência da Microsoft que, como toda boa seguidora, sempre desenvolvia um produto inferior. Os anos passaram e a Microsoft passou a representar um concorrente forte com um produto cada vez melhor mas ainda complicado de usar. Hora de mudanças estratégicas e a Palm Computing resolveu separar a fabricante de software da de hardware.

O software ficou com a PalmSource e o hardware, com a PalmOne. Esperavam assim vender mais licenças a fabricantes de PDA e fazer frente à diversidade de marcas que os, na época chamados Pocket PCs, tinham. A estratégia não deu muito certo e o PalmOS começou a mostrar sua idade, perdendo em funcionalidades para o concorrente derivado do Windows. Depois de um tempo a PalmOne resolveu comprar da PalmSource os direitos exclusivos para o uso da palavra “palm” e voltou nome original Palm, agora “Inc” ao invés de “Computing”. No acordo a PalmSource deveria mudar seu nome retirando a palavra “palm” do marca.

[Linha do tempo da Palm]

Passado algum tempo a PalmSource comprou a China Mobile Soft, de olho no mercado chinês e no produto Linux para celulares desenvolvido pela empresa oriental. A essa altura a Palm Inc estava arrependida de ter se separado da parte do software anos atrás e resolveu que queria recomprar a PalmSouce, mas perdeu o leilão para a Access, empresa japonesa fabricante de browsers para dispositivos móveis, entre outros, interesada não no PalmOS e sim na China Mobile Soft. Não contente, a Palm, Inc começou a desenvolver internamente um novo sistema operacional derivado do Linux e compatível com a atual encarnação do PalmOS.

PalmOS não está morto

Recentemente a Palm Inc comprou da Access direitos de exploração total do código fonte do PalmOS da Access para sempre. A Access agora divulgou que não existe mais PalmOS e seu produto se chamará GarnetOS. Ok. PalmOS está morto. Não! A Palm Inc desenvolve há alguns anos um sistema operacional novo baseado no Linux e também possui os direitos sobre a palavra “palm”. A empresa de Sunnyvale, pioneira e ainda líder em computação móvel, está de volta à sua formação original com os principais executivos. Definitivamente o PalmOS retorna, ou seja, está vivo. O problema é saber se resisitirá em um mundo do, ainda complicado, Windows Mobile e agora do supreendente, mas ordinário, iPhone da Apple. É a revanche dos geeks: Apple Newton vs. Palm Pilot, transposta para o ano de 2007.

Comentários do Facebook
21 comentários
  1. Outro dia vi um cara vendendo um Newton no Mercado Livre…. Acho que ele queria 90 reais. ;-)

  2. O lado negro da força (aka pocket pc users) ficarão chateados por terem ficado de fora da revanche dos geeks :-)

    Mas esse novo PalmOS tá demorando muito pra sair!

    []’s

  3. Bernabauer,
    Uau, 90 reais? Vale pelo “apelo” histórico, hehehe!

    Sergio,
    É verdade, deixei o “lado negro” de fora… espero que não apareça ninguém aqui reclamando, se não vamos ter um flame, hehe! E é verdade, esse novo PalmOS, da Palm Inc está demorando pra sair! Raios, acho que o iPhone vai vencer desta vez…

    Abraços!

  4. Na minha opiniao, o Palm OS, Vai continuar vivo por muito e muito tempo. Se depender de mim, rsrsrs
    Mas gostei de saber que o pessoal da Palm esta desenvolvendo um novo S.O.

    Vamos aguardar pra ver.

    Aproveitando esse comentario, gostaria de informar que agora eu estou com um dominio…

    Se puder me fazer uma visita para conferir fique a vontade!!!!

    Valeu e ate a proxima!

  5. […] mais do que nunca. Esse pequeno blogueiro concorda 100% na informação passada por ele no post de hoje. Acho que mesmo com o surgimento do Pocket PC. O Palm não […]

  6. Valeu ai pela visita e pelo comentario…
    Aproveitei e fiz uma atualização falando sobre isso tb.
    Te dei uma linkada la, heheheh

    Falou!!!

  7. Não sei se a Palm recupera o fôlego não, os PPC estão bem difundidos, o único problema do Windows Mobile é o Windows :) Meio burro para determinadas tarefas :/ Eu não trocaria meu TE2 por um TX, partiria logo para um Axim sem pensar duas vezes. Infelizmente deixando para traz toda simplicidade da Palm, mas ganhando um mundo de velocidade com o PPC.

    Pensando que a Palm prometeu por anos como a atualização do Garnet, “um tal” de Cobalt que nunca saiu, esta história de PalmOS baseado em linux soa como mais um conto de fadas!

    []’s

  8. Felipe,
    Sim, creio que o PalmOS (não a atual versão, Garnet) terá sobrevida na forma do Linux que está sendo desenvolvida pela Palm Inc. Agora que está nas mãos da mesma empresa o software e o hardware espero que as coisas entrem nos eixos. Agradeço também o link e os comentários.

    Kadu,
    Sim, os PPC são bastante difundidos, mas complicados. É aquela velha briga mas ainda acredito que quem quer algum dispositivo móvel quer simplicidade. Vide o caso UMPC que sumiu do mapa… A história do Cobalt é o maior vaporware que conheço. Ainda bem que a Access (ex-PalmSource) não vai mais mexer no sistema operacional e tudo vai ficar nas mãos da Palm Inc, produtora do hardware e agora novamente do software (PalmOS linux, mas não é o ALP!).

    Abraços a vcs!

  9. Alexandre,

    No seu texto a palavra licença está escrita incorretamente com “S”: licensas na 9ª ou 10ª linha!!

    Abs,

  10. foi mal… contei as linhas errado aqui… o erro está na segunda linha do terceiro parágrafo.

    Abs,

  11. Gustavo,

    Agradeço que tenha avisado. Já corrigi. Não costumo passar corretor automático, o meu corretor sou eu mesmo, hehehe! Essa palavra sempre fico na dúvida, mas geralmente acerto.

    Abraços!

  12. Tá. Mas cadê?
    Acho que eles se preocupam demais com logos e nomes do que com o OS em si, fala sério…

  13. Olá Bia!

    É verdade, cadê? Será outro vaporware como foi o Cobalt?

    Até!

  14. […] esta notícia, lembrei deste artigo do Alexandre sobre a possível volta do PalmOS, faz muito tempo que não leio sobre o lançamento […]

  15. […] mais me preocupo com o futuro do seu sistema operacional, o Palm OS. Embora se ouça notícias que o sistema está mais vivo que nunca, o que se vê é que diversos dispositivos estão deixando o Palm OS de lado e instalando o Windows […]

  16. 16. Rilton Oliveira de Souza disse em 17 maio 2007 - 10:36

    Sou aluno do curso de Ciência da Computação da UESB- Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e estou desenvolvendo um trabalho monografico que envolve o desenvolvimento de softwares para a arquitetura Palm OS baseando-se no paradigma MDA.
    Estou encontrando algumas dificuldades em encontrar matérias cujo tema seja o sistema operacional Paml OS.
    Caso vocês tenham algum material que fala sobre o sistema operacional em questão ficaria grato se este puder ser enviado para o meu email. ([email protected] , [email protected])

    Grato

    Rilton Souza.

  17. Olá Rilton!

    Procure por blogs especializados em PalmOS.

    Em português:
    PDAExpert
    PalmPoint

    Em inglês:
    PalmAddict

    Abraços!

  18. Eu tenho minhas dúvidas. A Palm está demorando demais para lançar seu Linux-based OS, e seus ultimos lançamentos não tem agradado. Veja pelo PalmFoleo, [ironia]que conseguiu o impossivel: um notebook com linux!![/ironia].

    Ao invés de lançar o PalmFoleo, em minha opinião, a Palm deveria estar se preocupando em melhorar o Treo (que é o que o mercado quer: smartphone) com Wi-Fi e GPS, pelo menos. Coisa que qualquer PDA Windows Mobile tem hoje em dia.

    Enquanto isso, o Windows Mobile vem crescendo muito, principalmente graças aos lançamentos da HTC.

    Abraços,
    Caio Proiete

  19. Fugita,

    Agora fiquei confuso, mas na linha do tempo, no final, não deveriam estar Access e Palm uma em cima da outra (como PalmSource e PalmOne)?

    Ainda são duas empresas diferentes, não?
    Se não estou enganado, a Access comprou apenas a PalmSource.

    Abraços,
    Caio Proiete

  20. Caio,

    Eu achei o Foleo interessante apesar de não ver nada de inovador. É um companheiro para o Treo ou outro smartphone, com tela grande, só isso. Acho que pra mim seria até útil já que boa parte do que faço é na web mesmo.

    Talvez a Palm esteja bobeando frente a WM. Apesar deles terem o mantra de fazer tudo muito simples, essa simplicidade não convence muitos usuários que querem milhões de recursos mesmo que só vão usar os que a Palm oferece.

    Quanto à linha do tempo, coloquei a PalmSource e PalmOne uma em cima da outra apenas por questões de layout. Como os logos da Access e Palm são grandes, não ficariam corretamente posicionadas uma em cima da outra.

    Abraços!

  21. […] Apesar de usuário satisfeito com a plataforma, admito, não recomendo mais ninguém a comprar produtos desta, outrora, grife de fãs inveterados. Espere o Android, vá de Symbian, garanta-se no lado negro da força (Windows Mobile, para os não iniciados). Os sinais do fim da Palm estão claros como água. Leituras relacionadasGoogle Phone não existe, parte 65536PalmOS está vivo, mais do que nuncaQual o problema do Palm Foleo?Aplicações web mobile: vale a pena investir?TIM Web: a melhor solução para internet móvel tags: air, android, fechar, foleo, linux, mobilidade, móvel, palm, palmos […]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email