E o Oscar vai para…

por Alexandre Fugita

[Oscar Torrents] Daqui duas semanas ocorre a cerimônia de entrega do Oscar. Creio que pouca gente consegue assistir a todos os filmes concorrentes antes da entrega do prêmio, nem o mais cinéfilo dos cinéfilos. Há vários fatores limitantes e o maior deles é a disponibilidade de um filme. No processo atual de distribuição de conteúdo, boa parte dos filmes concorrentes ao Oscar só foi exibida na sala de cinema, nada de DVD, nada de download legal via internet. Somente os sortudos que moram próximos às salas que passaram tais filmes, e conseguiram organizar seu tempo, puderam acompanhar essas manifestações da sétima arte. Mas isso agora é passado, conheça o OscarTorrents.com, onde é possível encontrar todos os filmes que concorrem ao prêmio deste ano.

A nova distribuição de conteúdo

A atual distribuição de conteúdo é péssima. Nos restringem por localização geográfica (filmes costumam estrear no exterior antes do que no Brasil), por opções disponíveis (alguns filmes só passam em salas específicas), por falta de escolha (só no cinema, nada de DVD ou download legal pela internet), etc, etc, etc… Essa é a velha escola, a economia do século XX, coisas da era industrial. Estamos em pleno século XXI na chamada era da informação (ou será que já passamos dela também?). Somos imediatistas e queremos recompensa instantânea. Não dá pra esperar a emissora local resolver passar o LOST meio ano depois que estreou na TV americana. Não dá pra esperar as distribuidoras resolverem passar um filme do Oscar naquela sala obscura, sabe-se lá quando, em horários rigidamente determinados por um curto período de tempo. Como já disse, somos imediatistas e queremos recompensa instantânea.

Já que a indústria não nos provê essa possibilidade, uma série de pessoas resolveu agir por conta própria. Dentre eles destaco o Shawn Fanning, o DVD Jon e o Mulix64. São quase visionários e arriscaram sua reputação em nome da revolução dos costumes. A indústria de entretenimento sabe do problema que eles causaram e que precisam mudar seus modelos de negócios. Mas são lentas, demoram para absorver novas tecnologias. Pra se ter uma idéia ainda discutem quem vai ganhar a guerra: HD-DVD ou Blu-Ray… Como? Mídias físicas estão mortas. Perderam tempo em discussões inúteis que daqui 5 anos serão peças de museu.

O site OscarTorrents.com é só uma evidência de que a multidão grita por mudanças. A indústria se faz de surda, finge não entender que a realidade do mercado mudou. Arriscam algumas coisas como vender filmes por download no Wal-Mart, Apple ou Amazon, mas continuam com aquela mentalidade de que consumidor é ladrão e tascam DRM. Sonho com o dia que a indústria de entretenimento mudar de visão e se aliar aos consumidores. Será benéfico a todos, com lucros para os estúdios e felicidade para os cinéfilos e audiófilos.

Comentários do Facebook
15 comentários
  1. Clap Clap Clap!

    Texto ousado! Aposto que um certo portal de informações tecnológicas não vai citar o OscarTorrents, porque eles ainda têm esse papo da Era Industrial de que vão incentivar isso e aquilo e outros bal bla blas caretas!

    Parabéns ao Techbits por mostrar a informação quando ela acontece!

    []?

  2. Fala Sergio!

    Como sou cinéfilo e acompanho de perto a indústria de entretenimento, nada mais justo do que expressar minha opinião. Só não sei se vai atingir o alvo (pouco provável), mas pelo menos espalha a idéia para mais e mais pessoas (se bem que essa idéia já está bem espalhada).

    Tentei ousar um pouco mais mesmo, em protesto à indústria que acha mais fácil nos chamar de ladrão do que fazer algo para mudar a situação com benefícios mútuos.

    Agradeço o elogio!

    Abraços!

  3. […] (via TechBits) […]

  4. Realmente tudo tera que ser repensado. É exatamente o que aquele vídeo fala

    Pra que não sabe do vídeo que estou falando:

    http://www.youtube.com/watch?v=6gmP4nk0EOE

    Vale a pena conferir…

  5. É necessário que aja uma voz na multidão para que as coisas aconteçam.
    Parabéns pela sua postura nesse assunto.
    Estou totalmente de acordo.
    E pode contar comigo se assim preferir.

    Falou!

  6. Também adoro cinema e achei este serviço genial! É só assistir e depois apagar o filme e você não está fazendo mal a ninguém.

    Eu ainda não vi todos os candidatos ao Oscar, mas já estou torcendo pelo filme do meu ídolo Clint Eastwood. Alguns filmes eu faço questão de ver no cinema primeiro.

  7. Ótimo texto.
    Excelente conclusão.
    Serviu também para eu conhecer o outro texto sobre “HDDVD x Bluray – quem se importa?”


    Mas temos que lembrar que nós somos hard-users (de certa forma). A maioria da população brasileira e dos usuários de computador nem sabe usar o teclado direito, caem em scams de “você tem dívida no SERASA”.

    Acredito que estas coisas arcaicas (da era industrial) ainda terá muito público alvo nestas pessoas. :)

  8. Lucas,

    É verdade, esse vídeo… tinha visto… muito bom!

    Neto,

    Fico contente que apóie tal idéia. Acho que todos nós consumidores no fundo apoiamos, só não sabemos que ele é possível e aceitamos o que está aí.

    Nick,

    Teoricamente é isso: se vc assistir e apagar depois não tem problema. Uma espécie de fair use. Também torço pelo filme do Eastwood!

    Micox,

    Legal, valeu ainda pra conhecer o texto da morte das mídias físicas, hehehe! Agradeço o elogio. Vc tem rezão, somos hard-users, que adoram tecnologia, pensamos e respiramos isso o tempo todo. Mas é importante mostrar aos usuários comuns que eles possuem opções e assim tentar mudar essa indústria da era industrial para a era da informação.

    Abraços a todos!

  9. Muito interessante o texto !

  10. Chamar um usuário de ladrão deve ser a pior estratégia de Marketing já elaborada em toda a história.

    Além de não funcionar, ainda faz com que o usuário torne-se mais indiferente ainda.

    Existem tantas formas de conscientizar as pessoas…

  11. Essa gradativa mudança que está acontecendo no acesso à informação irá também influenciar (e para melhor, acredito) a crítica formadora de opinião independente, formada por blogueiros e pessoas que produzem conteúdo especializado sobre o tema sem ter vínculos, ao menos diretos, com os atuais modelos de imprensa – que analogamente também agem como no século passado ainda e não percebem de que seu poder em ditar o que é bom ou não está pouco a pouco enfraquecendo.

    Teremos fontes de opinião geradas por pessoas que pela primeira vez terão a possibilidade de assistir a todos os filmes de todas as categorias do Oscar e, assim, turbinar-se-á o senso crítico que irá confrontar o resultado oficial do prêmio, tão logo seja ele anunciado, de responsabilidade do punhado – algumas centenas, no mundo todo, apenas – de críticos da “Academia”, que não mais poderá justificar suas escolhas apoiadas sob esse privilégio de acesso exclusivo ao filmes.

    Essa mudança – sem volta, felizmente – é, sem dúvida incrível e muito positiva. Ótimo texto, parabéns!
    Abraços

  12. Diego,

    Agradeço! E vc, não vai começar um blog? O site já existe! hehehe!

    Lucas,

    Na verdade eles chamam de ladrão de forma indireta, mas os mais antenados perceberam isso. Realmente é uma péssima tática. Já viu aquela propaganda brasileira sobre pirataria? Horrível… hehehe! Usuário = ladrão…

    Zé Carlos,

    Eu sempre assisto ao Oscar e, invariavelmente, nunca vi todos os filmes. Não sei se dessa vez vou ver, admitir isso publicamente poderia causar problemas legais, sei lá… Creio que já faz um tempo que a indústria de entretenimento se vê numa encruzilhada… Na verdade várias vezes foram confrontados com novas tecnologias e sempre foram conservadoras. Processaram o VHS, tentaram impedir videolocadoras, etc… Espero que desta façam direitinho o dever de casa e entrem em sintonia com o consumidor. Tço também que isso mude! Agradeço o elogio!

    Abraço a todos!

  13. Realmente, quando eu comentei, pensei exatamente nessa propaganda. Do garoto dizendo que roubou o amiguinho só pra se divertir ou algo do tipo.

  14. Lucas,

    Hum… na verdade não é essa… mas também conta. Estava me referindo a uma que mostra uma pessoa furtando coisas no supermercado, acho… e aí fala: vc também não roubaria um filme… download ilegal é crime. Roubar é crime. Algo assim…

    Até!

  15. Divulgação – CD – “Guitar Vox” – Carlos Quefrem
    Compre1 e Ganhe outro CD fisico ,Envio Grátis!
    3 Cds a sua Escolha!

    Faixa completa no link:
    http://www.cdbaby.com/cd/carlosquefrem

    20/04/2015

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email