Cinema, aspirinas e crowdsourcing

por Alexandre Fugita

[Multidão] Quando defendo aqui no Techbits que a indústria de entretenimento precisa mudar seu modelo de negócios, geralmente falo sobre distribuição de conteúdo. Uma coisa interessante que está acontecendo com pelo menos dois projetos de filmes atualmente é o uso de novos modelos de negócios para a produção e distribuição dos mesmos. Tudo está sendo feito com conceitos de crowdsourcing, o que é muito interessante. Se vai dar certo e sair um filme interessante é outra história…

Swarm of Angels

[Swarm of Angels] O Swarm of Angels é o mais crowdsourcizado dos filmes. O financiamento, a produção e a distribuição são realizados com ajuda da multidão. Atualmente há cerca de 900 investidores angel que contribuíram cada um com aproximadamente de 47 dólares. Todos eles tem acesso ao processo criativo, conteúdo exclusivo e podem até se tornar parte da equipe de filmagem. A intenção é arrecadar cerca de 2 milhões de dólares e criar um filme a ser distribuído livremente sob a licença creative commons. Veja uma entrevista com o Matt Hanson, idealizador do projeto (em inglês).

The 1 Second Film

[The 1 Second Film] A proposta do The 1 Second Film é estranha: uma animação de 1 segundo seguida de 90 minutos de créditos e um documentário. Neste projeto qualquer um pode contribuir com um dólar e se tornar produtor do filme. Kiefer Sutherland, astro da série 24 horas, foi o famoso que mais doou: US$ 600,23. O maior doador individual é uma empresa ligada ao cinema. A idéia vem também do crowdsourcing, segundo a própria descrição do projeto: “Usando micro- colaboração, o The 1 Second Film mistura rede social com a força colaborativa da arte e muitos pequenos contribuintes que fazem a diferença.”. Já conseguiram cerca de 150 mil dólares da meta de 1 milhão.

O que é crowdsourcing

Já falei deste conceito aqui no Techbits há algum tempo. Mas sempre vale a pena revisar pois é interessantíssimo. Várias organizações estão descobrindo o poder das multidões em realizar trabalhos e tarefas em seu tempo ocioso. Milhões de pessoas gastam uma parte de seu tempo e geram resultados em conjunto. A recompensa pode vir na forma de ranking, ou no caso dos filmes acima, como reconhecimento nos créditos/ influência no roteiro, etc… Esqueça o outsourcing. O negócio agora é o crowdsourcing.

Leia também:

Comentários do Facebook
8 comentários
  1. A pergunta que fica é: será que a colaboração coletiva no processo criativo funcionará tão bem quanto no Linux, para citar o exemplo mais conhecido? Ou, será que o filme vai ser bom? hehe…
    Algo diferente mas um pouco parecido foi feito com um filme brasileiro, que me escapa o nome. Eles não tinham verba para fazer muitas cópias e liberaram com licença CC para distribuir via torrent. O problema é que não tiveram a visão de postar nos fórums p2p, hoje não se encontram mais fontes.

  2. As grandes produtoras querem dinheiro, não importa se o filme é cool, é pop, ou o que for. É dinheiro e pronto.

    Ah, sim, é Kiefer Sutherland. Vicio total em 24 Horas. :D

  3. Cumpádi, acho que você poderia encurtar seu texto da seguinte forma:

    O que é crowdsourcing?
    É a mesma coisa que multirão no Brasil.

    Abraços

  4. Concordo
    A indústria precisa mesmo rever seus modelos de negócio.
    O porem é que nunca vão deixar de pensar em faturar.
    E faturar alto. rss

    Abraços

  5. boa a dica sobre o crowdsourcing, vou ler mais a respeito, até

  6. j. noronha,

    Não dá pra dizer que o filme terá qualidade. Pode até ser que sim como muitas produções independentes. Mas acho o processo muito interessante. Qto ao filme brasileiro, também não sei…

    leanDrow,

    Vivemos no capitalismo, nada mais natural. Valeu por avisar, já corrigi no texto.

    Neto,

    Hehehehe! Boa dica! Mas como disse para o leanDrow, estamos no capitalismo e essa é a essência das coisas. O legal seria se além delas ganharem os trocados, nos beneficiassem com um modelo de negócios mais interessante no qual não somos ladrões.

    Letras,

    Hehe! É um ótimo conceito para aprender e espalhar.

    Abraços a todos!

  7. […] O TechBits trouxe um post muito legal que vai além da disponibilização de conteúdo. Trata da produção e criação coletiva, ou melhor, de como o crowdsourcing está criando novos paradigmas de processo criativo. […]

  8. […] Cinema, aspirinas e crowdsourcing Leituras relacionadasTV digital? Vou de YouTubeYouTube no Brasil. E agora, Fiz?Fiz: uma visão geralWikipédia off-lineJoost: revolução na TV? tags: 3 efes, cinema, conteúdo, distribuição, dvd, internet, tv […]

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email