boo-box na mira do capital de risco

por Alexandre Fugita

[boo-box] Essa é exclusiva do Techbits. O boo-box, aquela startup brasileira que saiu no Techcrunch, está em negociações com empresas de capital de risco (VC). O Marco Gomes, mentor do projeto, esteve em São Paulo algumas vezes nas últimas semanas. Acabo de saber que pediu demissão do seu cargo na Agência Click de Brasília e está de mudança para São Paulo, que é onde está o dinheiro, para se dedicar ao projeto. Na semana passada conversei com ele e consegui algumas dicas interessantes do que pode está por vir. Claro, informações detalhadas ainda não podem ser reveladas, mas tudo indica que o vale do silício é aqui mesmo e novidades estão a caminho.

boo-box

Para quem não sabe, o boo-box é uma alternativa para monetização de sites e blogs. Sim, é possível ganhar dinheiro com um blog. O anúncio é contextualizado, com alvo bem definido e com chances maiores de ser útil. Sites e blogs que utilizam imagens podem colocar um boo-box nela e se clicado, abre um leque de opções em lojas parceiras do sistema. Toda a comissão gerada por uma venda vai para o blogueiro participante e nada para o boo-box. Então, como eles vão ganhar dinheiro?

Essa é uma das questões mais perguntadas na blogosfera. O dinheiro deve vir de grandes players da internet como a Amazon ou Google. Na medida que ganhem massa crítica de usuários e façam diferença na receita dessas organizações, poderão pleitear um comissão extra, não retirada daquela paga ao blog afiliado.

Contextualização

Você abre uma revista sobre carros e lá tem um anúncio de apartamentos. Acho que não era bem isso que você procurava. Você abre um site que fala de iPods e lá tem um anúncio de iPod. Agora sim faz todo o sentido, isso é contextualização. O Google ganha muito dinheiro exibindo anúncios contextualizados ao conteúdo que você está consumindo. A chance de acertar o alvo é muito grande.

Na gigante de Montain View a escolha de anúncios é feita automaticamente, por computadores. O boo-box pensa diferente. A contextualização é gerada por nós mesmos, humanos. A inteligência artificial ainda não atingiu poder suficiente para entender corretamente os textos. Por mais que o robô do Google tente, algumas vezes exibe anúncios que nada tem a ver com um texto. No boo-box escolhemos as palavras chaves relacionadas a cada imagem. Assim garante-se uma contextualização quase perfeita.

Comentários do Facebook
21 comentários
  1. Legal, estou de olho ai nas notícias sobre o Vale do Silício Brasileiro =)…

  2. Boa sorte ao Marco Gomes nessa empreitada. Ele merece!

  3. Sucesso pro boo-box… quero ver a cara dos pessimistas que ficaram reclamando do “plano de negócios” do boo-box :-)

    É bom pra blogosfera brasileira ver uma empreendimento baseado em blogues dar certo!

    []’s

  4. Tomás,

    Eu também!

    Cesar,

    Idem!

    Sérgio,

    Hehehe! Certamente eles tem mesmo um plano de negócios. Claro que o Marco não pode revelar detalhes, mas isso acaba com os pessimistas. Estou torcendo!

    Sim, é ótimo para a blogosfera brasileira e também mundial.

    Abraços a vcs!

  5. Uma injeção de capital é tudo de que o sistema precisa, deixei de usar não apenas por render muito pouco (na época a minha visitação era bem menor), mas principalmente pela lentidão ao abrir o lightbox. Talvez até uma sistemática diferente, estilo snapshot talvez, seja a solução, mas tudo isso precisa de servidores potentes e dedicados, de preferência.

  6. […] está em negociações com empresas de capital de risco para investir no site, segundo notícia do Techbits. O boo-box é uma ferramenta que disponibiliza anúncios contextualizados em blogs e sites. Mas, ao […]

  7. Tomara que dê tudo certo por aí. Quanto mais der certo, mais se prova que o vale do silício é aqui!

    abraço amigo

  8. Putz, muito bom…

    Torço para que dê certo isso, é mais uma alternativa de ganhos pra nós que trabalhamos com anúncios contextuais.

  9. Tá sabendo de alguma novidade bombástica sobre o tal VC ou tá na mesma daquele dia??? : D

    “…exclusiva do Techbits…”? Exclusiva nada… eu também tava lá!… hehehe…

  10. O mundo dos widgets na web…

    Certamente você já ouviu falar de widgets. Tem aqueles pra Mac, os do Vista… Mas a abrangência é bem mais ampla: a web. Estamos vivendo a era dos widgets na web, pequenos pedaços de conteúdo dinâmico, que se espalham por vários sites, blo…

  11. j.noronha,

    Pois é, um serviço se fica popular precisa de servidores parrudos e $$.

    Lucas,

    Também estou torcendo, deu pra perceber, né?

    Sammy,

    Com certeza é uma ótima para os anúncios contextuais.

    George,

    É verdade, vc tbém estava lá! Tudo que sei é o que vc sabe. Mas o Marco acabou deixando eu falar sobre o assunto e isso foi legal. Mas falar que é exclusivo é mais divertido!

    Abraços a todos!

  12. boo-box na mira do capital de risco…

    Essa exclusiva do Techbits. O boo-box, aquela startup brasileira que saiu no Techcrunch, est em negociaes com empresas de capital de risco (VC). O Marco Gomes, mentor do projeto, esteve em So Paulo algumas vezes nas ltimas semanas. Acabo de saber que …

  13. O Melhor da Blogosfera Brasileira, Parte VIII…

    Sexta-feira é o dia da nossa tradicional seleção dos melhores posts da semana na Blogosfera BR. Vamos lá! A minha amiga Ematoma do Objetos de Desejo descobriu uma maneira de transformar os desenhos dos seus filhos em jóias! O……

  14. […] daqui vai muita energia positiva para o Marco Gomes, agora que o boo-box está na berlinda, positivamente […]

  15. […] vou me mudar pra São Paulo (muita gente já sabia), achei pessoas em uma empresa de Venture Capital (Capital de Risco) que acreditam em mim e me […]

  16. […] pela boo-box e a natureza da empresa – por isso não vou me deter nisso aqui – sugiro que chequem o post do TechBits, que é – como de costume – muito elucidativo. Vou me deter aqui na natureza desse tipo de […]

  17. […] ficamos sabendo que o mesmo estava na mira no capital de risco, de fato ele tinha recebido investimentos, porém números ainda não tinham sido revelados, até […]

  18. […] Quem já tinha contado a piada: http://www.tnow.com.br/negocios/capital-de-risco-devera-investir-no-boo-box/ http://www.techbits.com.br/2007/boo-box-na-mira-do-capital-de-risco/ […]

  19. […] do projeto em empresa e o investimento por parte de uma empresa de capital de risco. Em junho, o Fugita já havia adiantado essa […]

  20. achei muito legal quero participar deste cometa. sucésso para sua empresa.

  21. sabe o que eu acho, a boo box foi criada a partir da forma que os produtos eram disponibilizados nos blogs, e seus criadores acham que as empresas vinculadas a eles vao um dia pagar pelo uso do serviço boo box, mas sinto em lhe dizer que se a empresa refazer seu sistema de anuncio e deixa-lo parecido com o modelo do boo box, essas empresas nao vao mais precisar do boo box.

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email