A sociedade do excesso de informação

por Alexandre Fugita

[Sociedade do Excesso de Informação] Existem dias como hoje nos quais falta inspiração para o que escrever. Daí pego minha lista de assuntos atemporais e escolho um deles para discutir. Às vezes nem isso adianta. O mais estranho é que teoricamente há centenas de coisas acontecendo no mundo da tecnologia, centenas de fontes dos mais diversos assuntos… E surge um problema: como selecionar aquilo que é mais relevante?

Agregadores: o céu e o inferno

Todo geek que se preza assina pelo menos uma centena de feeds RSS. Quer sempre saber das últimas novidades, acompanhar todos os blogs que existem, escrever algo interessante em seu próprio blog. Fora isso consulta o Digg (se é que já não assina o feed deles), analisa as últimas tendências no Techcrunch, passa o dia no Engadget. Os agregadores de RSS são o céu – você consegue acompanhar milhares de sites ao mesmo tempo – e o inferno – você consegue acompanhar milhares de sites ao mesmo tempo. No final acaba lendo aquela mesma meia dúzia de fontes no mar de informações.

Listas de discussão

Outra coisa que junta informação em uma bola de neve que não pára de crescer são as listas de discussão. Eu nem sei quantas assino e pra falar a verdade faz uns 4 meses que deixei de acompanhá-las. Sempre tentava ler tudo, ou pelo menos acompanhar a maioria das discussões. Se eu for abrir meu email das listas devo encontrar umas 10 mil (exagerando) mensagens não lidas. Inviável.

Podcasts

Há uns dois anos surgiu o podcast. Desde então fiquei viciado nessa nova modalidade de obter informação. Problema: os episódio duram uns 30 minutos em média. Se você assina 10 podcasts semanais, serão 300 minutos por semana, ou seja, 5 horas dedicadas ao podcast. Mas todo geek que se preza assina pelo menos o triplo disso. E alguns são diários… Não há ouvido que agüente.

Desafogue-se

Um dos fatores limitantes cruciais de nossas vidas é o tempo. Só há 24h em um dia. É impossível acompanhar tudo. A solução é começar a filtrar melhor as informações.

O agregador de feeds ajuda, mas de vez em quando é bom apagar um ou outro RSS (pronto, perdi vários assinantes depois dessa). Os podcasts são interessantes, mas escolha o melhor em cada tema pois no final todos acabam falando a mesma coisa. Listas de discussão… Aprende-se bastante coisa nelas mas se você apenas acompanha passivamente, leia só de vez em quando. Prefira um email como o Gmail para receber tais listas pois fica tudo organizado por conversações o que permite eliminar assuntos não interessantes.

Enfim, vá para uma ilha deserta e leve apenas uma bola de vôlei.

Comentários do Facebook
14 comentários
  1. Realmente… Às vezes me vejo em meio a um caos. Os feeds, raramente deleto algum sempre penso antes de adicionar. Podcasts, assino alguns poucos, preciso me adaptar ao formato… Ainda prefiro ler sobre o assunto. Absorvo melhor a informação. E listas, só acompanho mesmo. Minha participação é mínima.

    Apesar no final de tudo sempre falta alguma coisa.

    Gostaria de debruçar sobre um livro e ler, mas a internet não me larga.

  2. Olá Aldemir!

    Eu me vi numa dessas hoje… sem saber o que selecionar… sem saber o que ler… sem saber o que escrever… daí veio a idéia de falar sobre esse excesso de informação que está ao nosso redor.

    É um problema ficar achando que sempre falta alguma coisa. Acontece comigo bastante, hehe!

    Até!

  3. Alexandre,

    Estou passando exatamente por este problema agora.
    Estou ainda um pouco “estabanado” com esta campanha do Feed Completo e os emails, feeds e podcast (apenas um que estou tentando acompanhar para ver se me adapto ao formato) TOTALMENTE atrasados.

    Separo meus feeds por fonte: as notícias de sites de tecnologia em uma pasta e os blogs em outras. Sempre leio as notícias depois os blogs. Não consegui ler NENHUM dos dois.
    Estou com aproximadamente uns 4 mil emails para ler (concerteza não vou ler todos) de listas de discussão e não consigo.

    Fora o livro que estou lendo, faltam umas 200 páginas e não consigo “me livrar” dele de jeito nenhum!

    Salvai-me Deus!

  4. Concordo completamente. Tenho “apenas” 60 sites que actualizam frequentemente e para os acompanhar é muito difícil mesmo com Feeds. Principalmente porque há outras coisas a fazer como estudar.

  5. Olá Rafael!

    Pois é, acho que todos passamos pelo menos de vez em quando por isso. Meus feeds são separadados por assuntos ou tags. Acho que me acostumei de vez com esse negócio de tags ao invés de pastas que é algo mais “disciplinado”.

    Tenho podcasts atrasadíssimos que qdo vou ouvir o assunto já “morreu” há séculos, hehe! Email costumo manter em dia… só o de listas não.

    Boa sorte no livro e na inundação de informação que o cerca!

  6. Olá Pedro!

    O négócio é selecionar aquilo que é exatamente útil para nós. Eu nem sei qtos feeds acompanho… Tem um monte de sites e um monte de podcasts. Só sei isso, hehe! Não tenho coragem de contar, hehe!

    Até!

  7. No fundo, vamos descobrindo que “menos é mais”:-)

    Essa super-dosagem de informação pode fazer mais mal do que bem!

    []’s

  8. Olá Sérgio!

    É por aí… Acho que eu estava “revoltado” com o excesso de informação no momento que escrevi este post mas saber selecionar é a melhor forma de lidar com essa super dosagem.

    Até!

  9. A Singularidade está próxima…

    Acabo de descobrir que Ray Kurzweil fez uma palestra virtual semana passada no Brasil. Para quem não sabe Kurzweil é autor de vários livros que tratam da evolução da tecnologia. Sua última obra – que há meses procuro nas livrarias e ainda não f…

  10. […] VIA TechBits […]

  11. […] Concordo que a era da informação não chegou, mas estamos a caminho. O que falta é essa informação ser acessível a todos e não apenas a uma minoria. Mas é fato que ao menos nós, indivíduos com cotidiano relacionado à tecnologia, já formamos a sociedade do excesso de informação. […]

  12. […] Concordo que a era da informação não chegou, mas estamos a caminho. O que falta é essa informação ser acessível a todos e não apenas a uma minoria. Mas é fato que ao menos nós, indivíduos com cotidiano relacionado à tecnologia, já formamos a sociedade do excesso de informação. […]

  13. Olá,

    Seu blog foi citado em um artigo que preparei sobre a internet. Você pode conferir o resultado aqui:

    http://ctrlaltdelalltv.blogspot.com/2008/06/quem-l-tanta-notcia-perguntou-caetano.html

    Se tiver alguma objeção, por favor, entre em contato

    Se por outro lado, gostou do resultado, me ajuda a divulgar?

    Obrigado,

    Eduardo Marcondes

  14. […] fora as paranóias dos bloggers e a psicopatologia da vida quotidiana de excesso de informações, o que aconteceria realmente se tivéssemos que parar, por algum motivo, de atualizar o nosso site? […]

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email