Escassez com abundância

por Alexandre Fugita

Wagner MouraTV engorda. Mas não é sobre isso que vou falar neste post. Participei ontem (29/09) do Roda Viva, na TV Cultura, na condição de twitteiro convidado. A sabatina era com o Wagner Moura, grande ator, que está em cartaz na peça Hamlet em São Paulo. Mas também não estou aqui para falar disso! A grande questão é notar como dois conceitos antagônicos podem ser usadas ao mesmo tempo: abundância vs. escassez, um dos fundamentos da internet vs. velhas mídias. 

A TV é um meio restritivo. Só existem 24 horas na grade de programação. É preciso alocar esse tempo escasso para tudo o que uma emissora quer passar. Um programa só exibe uma câmera por vez, dá atenção a apenas uma coisa em determinado instante. A TV é diametralmente oposta ao YouTube.

O que a TV Cultura vem fazendo no Roda Viva é experimento realmente fantástico. Mistura o poder da TV com o poder da distribuição por um canal quase sem escassez. Ao mesmo tempo que transmite na sua freqüência concedida, algo caro e complicado de se fazer, tem o streaming pela internet. O mais interessante de tudo é que broadcast na forma de bits não pára nem nos intervalos comerciais.

Fora isso, claro, chamaram alguns twitters para cobrir o programa ao vivo. Desta vez fomos eu (@fugita), por causa do CinemaLido, a Verônica Mambrini (@vmambrini), do Digestivo Cultural> e a Larissa Menon (@cinezine), do Cinezine, além do Paulo Fehlauer (@fehlauer), do Na Rua, que fez a cobertura fotográfica no Flickr. E todos interagindo em tempo real com os usuários do twitter. Totalmente multimídia.

Como alguns devem saber, a Rede Cultura mantém outras iniciativas na web muito interessantes. Uma delas é o Radar Cultura, sistema que com ajuda da multidão, decide que música será tocada no dial. Muito bom saber que uma empresa estatal é antenada em tecnologias inovadoras.

Veja mais:

Comentários do Facebook
12 comentários
  1. Cara,
    eu não assisti o RV. Mas, fiquei sabendo q teria cobertura de bastidor e algo mais livre do que estava sendo ajambrado antes — aquela coisa de ficar no balcão escrevendo ata do programa. Dá um Update sobre isso, pliz?

    Essa é a gde sacada (e um dos motivos de já ter sido convidado mais de uma vez a twittar de lá e nunca ter ido).

    Senão, fica mais do mesmo, por mais q o esforço seja elogiável.

  2. @gpavoni,

    Bom, já é um bom recomeço essa transmissão via internet dos bastidores. É um ótimo sinal!

    Eu lá, twittando, tentei ser o menos descritivo possível pois sei que não faz sentido algum nisso.

    Abraços!

  3. Calma, Fugita… vc parece que engordou por causa do EEE, não por causa de gordura de fato

  4. Eu fiquei sabendo pelo Twitter mesmo e resolvi conferir só pra ver qual era a da parada. Fiquei impressionado com o que eles estão fazendo. O pessoal manda perguntas, o Twitter sendo atualizado freneticamente, fotos, charges sendo feitas, streaming do programa e streaming dos bastidores ao mesmo tempo… Demais!

    Aqui em Maringá não temos a TV Cultura. Uma pena. Seria muito legal acompanhar na telinha e deixar a conexão limpa só pro chat e pro Twitter.

    Estou doido pra ver outro programa desses. É muito legal saber que você está realmente participando, ao vivo. Me deu até frio na barriga segundos antes de entrar no ar, e o engraçado foi que quando senti esse nervoso todos os Twitteiros enviaram a mesma mensagem, falando sobre a tensão de se fazer um programa ao vivo na TV.

    Bacana demais da conta!

  5. Foi a primeira vez depois de anos que acompanhei o Roda Viva do começo ao fim.

    Achei bacana e vou começar a assistir mais vezes, já que o conteúdo e a forma que esse conteúdo é exibido para os telespectadores é diferente de outros programas de entrevistas.

  6. Eu fiquei possuída porque só “cheguei” nos dois últimos blocos. Achei realmente impressionante o tanto que o Núcleo de Mídia digitais evoluiu. Veja, eles chegaram mansos, perguntando como se faz para os blogueiros no BlogCamp 2007 e hoje colocam um show como este no ar.
    Adorei a novidade e espero que, como a presença dos twitters, ela se incorpore ao programa. Acho importante, também, lembrar aos de fora de São Paulo, que a página onde acontece o teste incorpora tudo: programa, twitter, bastidores e flickr..
    Longa vida à experiência! :D

  7. Ou não.

    Na Internet há abundância na oferta de informações, canais, meios.

    Por outro lado, isso significa que existe escassez de atenção. Por mais que eu possa assistir TV, ler blog e twittar ao mesmo tempo, minha atenção é limitada. Ao comentar no teu blog eu não estou vendo o que estão twittando no momento; e mesmo estando ouvindo um podcast no mesmo instante, significa que não estou nem vendo nem ouvindo a TV atrás de mim.

    Conclusão: a Internet não acaba com o problema da escassez, apenas o transfere para outra esfera. O que o Chris Anderson chama de economia da abundância é chamado por outros pensadores e economistas de economia da atenção.

  8. Para quem não tem a TV Cultura (que só tem concessão no Estado de São Paulo), fique sabendo que a TV Brasil também transmite o “Roda Viva”. É o canal 2 no Rio de Janeiro.

    Nas poucas vezes que vi o “Roda Viva” sendo acompanhado por twiteiros, não achei a menor graça simplesmente porque quem está do outro lado da transmissão, twitando e assistindo ao programa, não pode mandar perguntas para o entrevistado.

  9. Que legal, não vi o programa na TV mas certamente irei pesquisar na internet! Será se tem?

  10. A TV Cultura tem a programação com mais qualidade dessas TVs abertas… mal vejo TV, mas o que vejo é na Cultura :)

  11. 11. Maringa disse em 23 out 2008 - 14:32

    Grande Fugita!

    Vi a reportagem na Veja SP e procurei o seu blog. Faz tempo hein cara…
    Nao sei se os DMs te avisaram, mas vai ter AcMed esse fim de semana.
    Grande abraço
    Maringa 88

  12. Pois é, tem muita gente boa na TV Cultura! Eles deveriam é ter um esquema melhor de marketing, para atrais mais telespectadores (sem apelar para baixaria, exploração ou futebol né, senão fica fácil….)

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email