Um dia sem o Google - Techbits

Um dia sem o Google

por Alexandre Fugita

[Googleless, logo modificado do Google via Substantivolátil, link abaixo] É complicado passar um dia inteiro sem usar qualquer dispositivo movido a eletricidade. Fazendo uma analogia com o internet, podemos dizer que é complicado usar a grande rede sem tocar qualquer serviço provido pelo Google. Para testar isso o Calebe Aires do blog Gattune lançou o desafio de passar 24h sem usar serviços da gigante de Montain View, semelhante a um movimento feito na blogosfera americana tempos atrás. Resolvi participar apesar do pouco tempo que tive para me preparar. Realmente é um pouco complicado usar a web sem o Google. Por pelo menos 3 vezes, sem querer, entrei na busca do Google para fazer uma pesquisa e só notei minutos mais tarde, após ter achado o que queria e a ficha caído, lembrando-me que estava no dia Googleless.

obs: logo modificado do Google via Substantivolátil.

Email

Na verdade o dia Googleless foi basicamente um dia sem internet. Fiquei boa parte do dia off-line, mas precisei achar soluções para contornar oGrande Irmão nas 24h propostas. A primeira coisa que fiz foi redirecionar meu email pessoal para uma conta do Hotmail e o email do Techbits para uma conta do Yahoo! Mail. O Techbits utiliza o Google Apps e portanto todo email é gerenciado pelo Google. No final, por estar totalmente desacostumado com as interfaces de ambos os serviços, acabei nem lendo meus emails durante do dia sem o Google. Só reparei uma coisa interessante no Yahoo! Mail: a sessão expira de tempos em tempos, algo útil para os que esquecem de dar logout em seus emails em computadores usados por outras pessoas. Ao mesmo tempo essa característica pode ser irritante pois é necessário fazer o login de a cada X minutos.

Office e leitor de RSS

Para escrever este texto, comecei usando o Think Free, suíte on-line bastante completa e que possui até um software para apresentações tipo Powerpoint. Na verdade escrevi uns quatro parágrafos lá e fechei a aplicação. Imaginei que o sistema salvaria automaticamente os documentos gerados. Ledo engano, ao voltar lá para recuperar o texto e continuar o relato, tudo que eu havia escrito desapareceu. Não há gravação automática dos documentos como ocorre no Google Docs, aplicação de uso diário no Techbits.

Quanto à leitura dos feeds RSS, simplesmente deixei de lado. Também sou usuário do Bloglines, mas lá mantenho pouquíssimos feeds assinados, menos de 10. Não compensaria assinar todos os mais de trezentos feeds que leio via Google Reader no Bloglines para usar apenas um dia. Optei por visitar individualmente uns 5 sites principais de notícias (na verdade blogs) que acompanho. Sei que é uma perda de tempo visitar os sites via web e não RSS, mas foi a melhor solução que encontrei.

A Busca

Fiz algumas pesquisas na web. Como já costumo usar o Technorati e o BlogBlogs em proporção quase igual ao Google, só depender dessas ferramentas quase supriria todas as minhas necessidades. Mas ambos são sistemas de busca vertical para blogs e não uma ferramenta geral como o Google. Por isso testei o Yahoo! e o Live Search. Pra falar a verdade não lembro da última vez que utilizei qualquer um desses serviços. Gostei do Yahoo! Search, achei o que desejava. Já o Live Search parece não ter regionalização para o Brasil. Todos os resultados foram em inglês e nada relevantes quando o que eu procurava eram sites em português.

Techbits

O Techbits utiliza vários serviços do Google quando on-line. Para estatísticas, Google Analytics. Não desativei. Para o fornecer RSS, Feedburner. Também não desativei, isso iria prejudicar os leitores do Techbits de forma tão profunda que não faria sentido desativar. A única coisa que desliguei foram os anúncios do Adsense por 24h. A receita do Techbits vai ficar prejudicada em 1/30 do total, o que é aceitável e por isso nem me importei. Claro, vou ter que cancelar a balada do fim de semana por causa desse dia a menos de rendimento. :-)

Conclusão

É possível (mas complicado) viver sem o Google. Não fiz um teste profundo pois fiquei boa parte do dia off-line. O Google é tão sinônimo de internet que mesmo assim aqui e ali esbarrei com anúncios do Google, caixas de buscas em alguns sites e notícias vindas de Montain View. Uma coisa é certa, se o Google desaparecesse hoje, seria um caos. Os serviços substitutos que encontrei não estiveram à altura em termos de funcionalidade e utilidade para aquilo que espero deles. Ainda bem que as 24h passaram rapidinho.

Leia mais:

Comentários do Facebook
18 comentários
  1. Deus…!? Vou ter que suprir as suas 1/30

    Brincadeiras a parte, foi um dia de atividades inacabadas, principalmente pelo apego aos produtos da Google!

    Abraços

  2. É possível, mas demanda um certo planejamento antes de adotar a vida Googleless.

  3. […] Um dia sem o Google Para testar isso o Calebe Aires do blog Gattune lançou o desafio de passar 24h sem usar serviços […]

  4. 4. Kátia disse em 19 jul 2007 - 01:48

    Um dia sem o Google? Eu não consigo!!! Só se estiver na praia…de férias!!!

  5. Calebe,

    Hehehehe! Vou cobrar! Passo minha conta do paypal para vc, hehehehe!

    Isso é verdade, atividades inacabadas. Viver sem o Google é complicado!

    Thássius,

    Sim, no meu caso faltou planejamento. Mas sobrevivi.

    Kátia,

    E o Google dominou o mundo…!

    Abraços a vcs!

  6. Opa Alexandre!

    Pra ser sincero, eu até que conseguiria fcar um dia sem google… a maior dificuldade seria ficar um dia sem ler os e-mails de listas de discussão!

    Mas é interessante ver como é temerário depender de um único fornecedor de serviços!

    []’s

  7. 7. Talitha disse em 19 jul 2007 - 09:20

    Levem minha bolsa, mas não tirem o Google de mim! :D

  8. Ficar sem o Google? Isso é coisa pra herói. :)

  9. Sérgio,

    Hehehe! Eu assino várias listas e nem leio todos os emails, só uns perdidos no meio quando o assunto me interessa. E realmente depender de apenas um fornecedor para os serviços web pode ser algo complicado.

    Talitha,

    Hehehehe!

    Palpi,

    Complicado!

    Abraços a todos!

  10. Desativou o Adsense?!? Que coragem, hem, Mr. Fugita!
    [ ]s.

  11. Achei válida, mas não aceitei participar do desafio.
    Como disse o Sérgio acima: é complicado depender de um único fornecedor.
    Mas eu SABIA que não conseguiria ficar sem o Google.

    Acho que se o Google sumir a web vai junto. E eu dou adeus ao meu computador.

    Daí vou ter que arranjar algum trabalho braçal lá numa ilha deserta, hehe

  12. O Melhor da Semana na Blogosfera Brasileira – Parte 17…

    Em uma semana marcada pelos Jogos Panamericanos Rio 2007, e pela maior tragédia da história da aviação no Brasil, vamos a mais uma seleção com o que aconteceu na Blogosfera Brasileira. Vamos começar tratando desta barbaridade que aconteceu no…..

  13. 13. Marcos disse em 21 jul 2007 - 11:14

    Olá, pessoal!

    Realmente, o Google consegue “viciar” qualquer um em seus serviços, tamanha é a abrangência, o poder e a qualidade de seus produtos e serviços. Isto acaba provocando um certo “monopólio”, né? rsrs

    Principalmente para quem trabalha com web, ou dela depende para qualquer tipo de atividade. Esses dias li uma frase que me chamou a atenção, não sei se foi aqui no Techbits, ou em algum outro site ou blog (me perdoem). Não me lembro das palavras exatas, mas sim do significado: quem escreveu, dizia que talvez o Google estivesse crescendo devido à incompetência da concorrência, lembrando o caso de uma “certa empresa por aí”.

    Aí, parei pra pensar se isto era realmente verdade, ou não. É claro, existem sempre vários lados de um assunto, e depende muito do ponto de vista. Mas será que não existem por aí pessoas, empresas e desenvolvedores do mesmo “calibre” que o pessoal do Google, que poderiam, se não superar, pelo menos se igualarem ao Google?

    Eu conheço ótimos serviços similares e concorrentes ao Google, e prefiro alguns deles aos do Google, apesar de ser super fã do Google e utilizar muitas de suas ferramentas.

    Um exemplo claro, pelo menos para mim, é o Netvibes. Gosto muito mais deste serviço de página inicial (e o utilizo), do que do iGoogle. Mas, gosto é gosto, né?

    Mas que a frase que citei acima nos faz pensar, isso faz. E o Google, também, com essa onda de comprar empresas “a rodo”, acaba por fazer com que sua marca fique ainda maior, mais forte, se firmando ainda mais no mercado, nem tanto, creio eu, na maior parte das vezes, porque seus produtos são melhores, mas sim, porque são mais conhecidos, etc. Acredito sim, que muitos usuários usam Google porque “é o Google”, e não porque testaram outras ferramentas para comparação.

    Isto é até um pouco perigoso, e acaba, no final, resultando no que o autor da frase acima quis dizer, de uma forma ou de outra.

    Eu gosto do Google, e uso as ferramentas da empresa que gosto, que me identifico, mas isto não me impede de utilizar outras, ou de testar novas ferramentas e, dependendo do resultado dos testes, deixar de usar determinada ferramenta do Google e passar a utilizar alguma outra.

    Mas acho que é isso aí. Como dizem, “o sol nasceu para todos”.

    Abraços!

  14. Nick,

    Sim, desativei. Reflete no faturamento mas não é nada que vá me matar, hehehe! Ruim seria ficar uma semana ou o mês inteiro. Como experiência foi válido!

    Neto,

    Pois é, depender muito de um único fornecedor é complicado. E sou cliente do Google em tantas coisas que fico à mercê da gigante de Montain View. Não acredito que a empresa vá sumir de repente. Pode acontecer de em um processo insidioso o oráculo perca sua importância.

    Marcos,

    Bom, acho que não foi no Techbits que vc leu essa afirmação, hehehe! De qualquer forma acho que o Google conseguiu toda essa abrangência devido à sua atitude inovadora. A Microsoft já foi assim anos atrás e não duvido nada que daqui a uma década outra empresa esteja no lugar da Google e nós aqui estaremos a eles como “uma certa empresa por aí”.

    O Netvibes é interessante. Mas não uso soluções AJAX de páginia inicial. Fiz, há muito tempo atrás, minha própria página inicial, antes dessa febre de Netvibes, iGoogle, Pageflakes, etc… E estou satisfeita com ela. Não tem RSS, mas já uso o Google Reader, então está ok!

    Abraços a vcs!

  15. […] Techbits: Um dia sem o Google […]

  16. 16. Marcos disse em 21 jul 2007 - 19:58

    Alexandre,

    Também não uso o leitor de RSS do Netvibes. Ele é muito limitado. Ainda prefiro o Google Reader… hehehe

    Abraços!

  17. Eu sinceramente não consigo me imaginar sem utilizar o google, meus dedos quase que automaticamente digitam o endereço deste site, dezenas de vezes por dia. Aparência simples e poder imenso! Viva o Google!

    Colega, existem alguns pontos no texto em que você usa “Seach” ao invés de “Search”.

    Abraço!

    Dê uma passadinha no Arena Digital (www.arenadigital.com.br)

    :)

  18. Diego,

    É possível, mas muito difícil. Como eu mesmo relatei, por pelo menos 3 vezes acabei entrando no Google, fiz uma pesquisa e nem me dei conta. Isso que segundos antes estava pensando no dia Googleless.

    Quanto à falta de uma letra no “search”, nossa, falha grave. Como isso foi passar? valeu, corrigi agora (atrasado, eu sei, mas corrigido!)

    Abraços!

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email