OutroLado, um Digg mais complicado

por Alexandre Fugita

[OutroLado] Nos últimos dias observamos o nascimento de mais um empreendimento na web brasileira que chamou a atenção. Trata-se do OutroLado, site de notícias colaborativas que guarda algumas semelhanças com o Digg e o Rec6. Há um sistema de votação para que artigos mais interessantes ganhem destaque no site, mas a semelhança pára aí. A proposta do OutroLado é um pouco diferente: você publica seu texto lá e eles ficam com a fama e os anúncios… Queria ter um blog assim: quem quiser, pode publicar textos completos, mas a receita de anúncios fica comigo. Se você gera conteúdo de qualidade melhor ter seu próprio site.

Concorrer ou ajudar?

Mecanismos de busca como o Google indexam nosso conteúdo mas não os exibem em seus sites. Mostram apenas trechos do texto e um link direto ao artigo pesquisado. Sites de notícias colaborativas como o Rec6 e o Digg fazem algo parecido, não exibem todo nosso conteúdo, apenas um resumo e colocam facilmente um link direto para o texto original. Todos esses serviços não concorrem diretamente com editores de blogs e mídia tradicional e sim os ajudam, gerando tráfego que pode se converter em leitores qualificados e receita.

O OutroLado tem uma proposta diferente. O conteúdo é publicado lá. Claro, ninguém é obrigado a postar, quanto mais colocar um texto completo, além do que há a liberdade de colocar apenas um resumo e um link para a fonte. Mas não é simples como no Digg ou Rec6. Ao clicar no artigo publicado na página principal, vamos a outra página dentro do próprio serviço, com o artigo ou resumo. E se quem publicou quiser, aparece um link para o site original.

O OutroLado não é assim tão rede social quanto o Digg e Rec6 devido a possíveis problemas de direito autoral. Creio que só publicarão lá os donos do conteúdo e não qualquer pessoa que tenha achado a notícia ou artigo interessante. Mas os donos do conteúdo não irão publicar textos completos pois o interesse deles é gerar tráfego para seus próprios sites. No final o OutroLado vai virar um Rec6 ou Digg mais complicado.

[OutroLado, exemplo]

Conclusão

Sou grande incentivador de novos empreendimentos na web brasileira. Achei a proposta do site interessante, terão o seu público e torço para que façam sucesso. Mas tendo em vista que criar um blog é fácil e barato (e.g., wordpress.com), e que se você gera conteúdo de qualidade é melhor ter seu próprio site, não há estímulo algum para publicar textos no OutroLado.

Leia também:

Comentários do Facebook
20 comentários
  1. Pode ser (estou conjecturando, não afirmando!) que existam muitas pessoas que tem coisas a dizer, mas não numa quantidade que implique em criar um blogue.

    Segundo uma pesquisa, que agora não me recordo (tenho o link em algum lugar!) grande parte dos blogues ficam sem atualização após os primeiros 3 meses!

    Quem sabe o outrolado não venha atender a este público!

    Pra quem já tem seu blogue, pode ser apenas mais um espaço para divulgar a expertise e divulgar o blogue!

    Um diferencial que vejo no outrolado é que ele não tem foco em tecnologia/IT? computadores…

    Um autor pode falr de qualquer coisa, daí um texto que ficaria “fota do tópico” no seu blogue poderia ser publciado por lá!

    Vejamos como vai se desenvolver esta história!

    Concordo com a sua crítica de que, só eles ganharem com publicidade é algo que vai afastar muuuuuuita gente de publicar por lá!

    []’s

  2. Olá Sergio!

    Tem aquele serviço, Newsvine no qual podemos criar páginas ou blogs internos sobre determinado tema e publicar artigos em inglês principalmente. O site compartilha a receita de anúncios com os editores, o que é interessante.

    O que vc falou é verdade. Blogs são abandonados depois de um tempo sem resultado (visitação, por exemplo). Talvez essas pessoas queiram escrever em um lugar como o OutroLado e compartilhar suas idéias. Concordo!

    Mas para editores de blogs mais antigos, não será convidativo publicar lá pois como disse vão cortar os textos para direcionar tráfego para seu próprio site. E isso tornará o sistema parecido com o Rec6/ Digg o que não é a proposta original. Será mais um concorrente e aí entra naquele texto seu que perguntava Concorrência ou autofagia?

    Vou acompanhar de perto e vamos ver o desenvolvimento do serviço, que torço para que dê certo!

    Abraços!

  3. Espertinho eles, o povo cria o conteúdo e eles ganham o sucesso e a grana.
    O próximo por favor.

  4. Para dizer que não é um Digg-like eles tem um diferencial, o problema é que ele não é tão interessante assim. De qualquer forma, boa sorte e sucesso pra eles.

  5. Olá Thiago,

    Bom, esse é o modelo de negócios deles. Como eu disse pra mim não há estímulos para escrever lá. Mas como bem pontuou o Sérgio, deve haver pessoas em que o serviço cai como uma luva.

    Vinícius,
    Sim, há um diferencial, mas se depender de editores de blogs que quererem tráfego imediato para seus sites, vai acabar se transformando em um digg um pouco mais complicado.

    Abraços!

  6. Olá Alexandre!
    Assim como você, sou um grande incentivador de empreendimentos na web. E fervoroso defensor de novas idéias (já deu para perceber, né? hehe)
    Mas justifica incentivar quando há coerência.

    Vamos aos fatos:
    O proposito inicial do “outrolado” me parece mais focado em lucros apenas para os autores, e está claro que visaram isso (nada contra, ok?).
    O próprio Sergio (acima) identificou boas razões nesse sentido.
    Porem, como tudo que faz sucesso na internet visa a simplicidade e a acessibilidade não vejo nenhum grande diferencial nesse “digg”.
    o simples fato de complicarem já diz tudo.
    Acredito que, na web (posso estar errado), o que chama atenção são serviços que agregam valor à vida dos seus usuários (isso está claro para empresas como o Google)

    Eu fui lá no site, olhei, olhei, naveguei, fuçei, fuçei bastante, tentei contato e a única coisa que percebi é que (me parece) existem pessoas que não vão com a cara do nosso Rec6 – para mim, o melhor digg brasileiro e promissor.

    Acho que a tentativa e abordagem do negócio devem valer para alguns. Mas para quem já conhece não acrescenta muito.
    Você viu no outrolado alguma coisa que eu não vi?
    Aceitaria mais explicações..

    Abraços

  7. Olá Neto!

    Sim, exato, também sou entusiasta de novos empreendimentos da web brasileira e torço para que todas consigam sucesso.

    Existe o Overmundo que cuja proposta é semelhante ao OutroLado e faz sucesso. Mas o que vi no OutroLado é que pessoas estão postando resumos de seus artigos para direcioná-los a seus sites. Isso torna o OutroLado um Digg ou Rec6 mais complicado (pois exige um clique a mais).

    Antes de escrever este texto passei um bom tempo navegando, testando e entendendo como funcionava o OutroLado. Depois de analisar a impressão que tive é o que descrevo neste post. Posso estar totalmente errado, claro, talvez não tenha entendido a essência do serviço.

    No final concluí: se vc gera conteúdo de qualidade é melhor ter o próprio blog. Claro, o OutroLado terá seu público de “escrevedores” eventuais.

    Abraços!

  8. Vamos ver se eles vão conseguir pessoas com estímulos para escreverem lá. Na minha humilde opinião, ainda acho que o Rec6 será o grande vitorioso nesta guerra de like-digg’s que se espalha no país. Enfim, esperemos…

    Abraço.

  9. Estranho, muito estranho…
    Foi como você disse, é tão fácil qualquer um ter o próprio espaço para escrever, até gratuitamente, porque escrever para alguém ainda ganhar dinheiro com o que você escreve…
    Fazer o que né…
    Abração

  10. Celso,
    Sim, esse é o meu ponto. Ver se há estímulos para escreve lá. Pode ser que eu não queira mas talvez existam milhares de pessoas por aí querendo. E sim, devido à relevância das notícias postadas, o Rec6 parece ser por enquanto o melhor apesar de ser dos mais novos.

    Neto Cury,
    Sim, criar um blog é muito fácil hoje em dia. Se vc não quiser arcar com domínio próprio e hospegagem sai também muito barato.
    Há excelentes softwares de publicação gratuitos por aí. O OutroLado, pela proposta original, prentende ser um local para pessoas escreverem e votarem em assuntos interessantes. Não vejo estímulos para blogueiros “consolidados” (como se eu fosse um, hehehe!).

    Abraços!

  11. Oi pessoal,

    Alguns uptades nessa conversa:

    1. O outrolado agora compartilha sua (pouca) receita com os autores. Assim todo mundo ganha, não só nós.

    2. Um problogger pode ter no outrolado mais um modo de divulgar seu blog e ainda ganhar mais dinheiro.

    3. O foco do outrolado é na publicação de matérias, o que faz com que ele seja muito diferente dos digg-clones.

    Valew pelo feedback e pelo apoio de todos.

    Abraço,
    Gilberto Jr

  12. Opa Gilberto!

    Tenho acompanhado as discussões na lista da blogosfera e vi que vcs estão dispostos a adaptar-se às sugestões. Parabéns pela nova fase do serviço e muito sucesso!

    Abraços!

  13. Interessante a abordagem, mas acho que em linhas gerais é muita discussão para pouca coisa.

    Vejamos os fatos, o autor do artigo citado coloca algo como: “Nos publicamos e voces ganham”, a primeira pergunta é ganham quanto ? Meu site é bem visitado e a rentabilização me permite comprar três livros por ano na Amazon, pagar as contas do site e um ou dois almoços no ano. Muito dinheiro ? Poucos são os sites/blogs que faturam mais de R$ 1000,00 por ano em rentabilização!

    Afinal o cara que cria um site/blog precisa ao menos zerar o investimento não?

    Mundando e posição, agora como o cara que esta gerando conteudo para o site. A sensação de que esta “pondo azeitona na empada dos outros” é evidente. Então vamos à segunda pergunta: A unica vantagem de publicar nestes sites é a financeira direta?

    Obviamente que não, o ganho financeiro direto é o menor dos rendimentos. O incremento de visitas ao seu blog é muito mais lucrativo, uma exposição maior, e principalmente estar ao lado de nomes consagrados de sua área. Estes valores são muito maiores. E a terceira pergunta: Mas então vou ganhar só mais exposição ?

    Se você chegar a este pergunta, então ainda não sacou a real oportunidade que é a de receitas indiretas e de médio prazo. Uma vez que seu conteúdo tenha qualidade, ele vai atrair interesse dos leitores, vai te alavancar na blogosfera, vai te jogar na midia de massa ou não, mas novas oportunidades realmente aparecerão, aqueles R$ 2,99 por mês pelos quais você tanto brigou não terão a menor representatividade.

    O maior valor de postar em sites assim, é fazer um bom networking !

  14. […] acabei descobrindo esta polêmica no Techbits, que desenvolveu uma matéria interessante sobre um post publicado no OutroLado,  criticando o próprio modelo de negócios do site. […]

  15. 15. Citação de Techbits em 26 fev 2007 - 14:17

    OutroLado: moldado pela multidão…

    Há cerca de um mês surgia o OutroLado. A proposta do serviço seria publicar textos originais de autores com o intuito colaborativo. Além de votos o autor ganharia divulgação pois o OutroLado está ligado ao conhecido WebInsider. Logo no lançamen…

  16. Opa João!

    Seu post e comentário deram idéia para um seguimento neste assunto que publiquei à pouco aqui no Techbits. Na verdade já estava querendo escrever sobre isso e o seu artigo foi o empurrãozinho que faltava.

    Valeu!

  17. Opa Alexandre!

    A coisa foi meio na retro-alimentação mesmo, o seu post gerou o meu comentário, que gerou o meu post que gerou o seu outro post que ja esta martelando aqui na cacholeta uma nova criação. A coisa é assim, você mesmo fala ai do Crowdsource, a coisa é Entropica, o coletivo não tem dono.

    E vamos levando.

  18. João,

    Pois é… já dizia o grande sábio: blogs são conversações.

    Abraços!

  19. olha eu tenho varios sites um deles é http://www.extremedownload.cjb.net, nele tem um pouco de tudo . E ele esta em contante desenvolvimento cara vez melhorando …kk
    olha vida de webmaster nao é facil nao até agora nao pingou nada de $ só algumas merecas somente kkk
    quero ver um webmaster só viver de seu site baner anuncio que nao é kkk eu sou sabio nisso kkkk

    voce tem de criar um hoster e hospedar sites dos outros ae vira o negocio kkk

  20. […] acabei descobrindo esta pol?mica no Techbits, que desenvolveu uma mat?ria interessante sobre um post publicado no OutroLado, criticando o pr?prio modelo de neg?cios do site. Dentre as […]

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email