Carnaval tecnológico

por Alexandre Fugita

[Carnaval] Achava que nunca iria abordar o tema Carnaval no Techbits. Surpresa foi a minha ao assistir aos desfiles do segundo dia do grupo especial de São Paulo e me deparar com citações do mundo da tecnologia. Duas escolas em particular tiveram em seus enredos algum elemento que abrangem os assuntos discutidos neste blog: pirataria, vida on-line, segurança virtual… Confira nas fotos exclusivas do Techbits.

Pérola Negra aborda pirataria

O enredo da escola Pérola Negra era sobre a arte de vender, sobre o comércio. Um dos carros alegóricos (foto abaixo) representava o comércio do mal, os piratas, e vinha com uma série de CDs pendurados em uma clara alusão à pirataria de músicas, softwares e filmes. Verso do samba: “Comércio do bem, comércio do mal”, aka, pirataria.

[Pirataria, olha os CDs]

Vai-Vai fala sobre tecnologias do dia-a-dia

O enredo da Vai-Vai falava sobre o plástico (chamado de 4o. Reino) e seu impacto em nossas vidas. A primeira parte do desfile mostrou algo aparentemente fora do tema como o vírus e o anti-vírus, o mundo on-line representado pelas baianas e o reino da internet/ mineral, sob a forma de um carro alegórico, este último sem fotos. Verso do samba: “Em busca do saber eu naveguei”, aka internet?

[Baiana, mundo on-line]

[Vírus e anti-vírus]

Comentários do Facebook
4 comentários
  1. Olha, por essa eu não esperava mesmo… interessante.

    Mas infelizmente eu não tenho a mínima paciência pra assistir os desfiles…

  2. Eu sou outro que não tem paciência para assistir desfiles.

    Devo concordar que são iniciativas diferentes, mas será que é adequado abordarem temas como pirataria, tendo em vista que eu boto a minha mão no fogo, se todo mundo da escola não tiver no mínimo um cd de música pirata.

    É muito bonito dizer que a pirataria é o mau, e tudo mais, mas na prática sabemos que é pura hipocrisia. Com certeza essa escola teve financiamento de algum desses grupos de combate à pirataria…

  3. Tô com o Diogo!
    Todo mundo fala mas duvido quem nunca já deu sua “contribuição à pirataria”.
    E principalmente esse pessoal de Escola de Samba.

    Sem generalizar todos, claro!

    Abraços

  4. leanDrow,

    Hehehe! eu também não esperava. Mas como todo geek, enxergo tecnologia em qualquer coisa, até Carnaval. Também não tenho muita paciência, mas uma vez na vida não faz mal, hehehe!

    Diogo,

    Certamente no mundo de hipocrisia que vivemos, estão criticando o comércio do mal, mas escondidos em suas vidas privadas alguns talvez ajudem (comprando) na manutenção do comércio ilegal. O problema do comércio ilegal é que financia o crime organizado o que é muito ruim. Não é tão inofensivo qto downloads via internet.

    Neto,

    Há pessoas e pessoas. Como disse ao Diogo, o problema do comércio ilegal de produtos piratas é que o $$ vai para o crime organizado. Download pela internet é inofensivo neste ponto de vista.

    Abraços!

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email