Torpak: um navegador anônimo de verdade

por Alexandre Fugita

[torpak] Há algumas semanas muitos ficaram animados com o surgimento de um navegador da web que se dizia proteger a privacidade. A máscara caiu dias depois ao descobrirem que o Browsar era na verdade um adware. Agora surgiu um novo navegador que promete privacidade. E parece que desta vez estão corretos.

Torpak

O Torpak é uma navegador baseado no Portable Firefox (versão portátil do Firefox, que permite instalar o programa em um pen-drive). A navegação é anônima pois os dados trafegados entre você e o site que está visitando passam por uma espécie de VPN (Rede Privada Virtual) criptografada[bb] através da rede TOR (The Onion Router). Portanto, em tese, não há como saber sua localização. Mas se você entrar no seu email, ou qualquer outra página que exija login, saberão que é você.

TOR – The Onion Router

O TOR é um sistema de colaboração que permite aos usuários navegarem anonimamente na internet. Trata-se de um projeto financiado pela Electronic Frontier Foundation (EFF), entidade que luta pelos direitos digitais na era da informação. O TOR funciona roteando o seu tráfego criptografado através de vários computadores[bb] espalhados na internet e liberando finalmente para a web em algum ponto aleatório. Isso torna difícil saber a quem pertence aquele tráfego, aumentando dessa forma a privacidade na rede.

O Torpak facilita as coisas para o usuário. Instalar o TOR “na mão” é um pouco complicado (como já fiz há algum tempo atrás). Outro problema do sistema é a velocidade. Como os dados são criptografados e passam por vários computadores antes de cair definitivamente na internet, os gargalos ficam por conta do tipo de conexão[bb] que os usuários disponibilizam para contribuir com o serviço. Em geral tudo fica lento, muito pior que uma conexão discada à internet.

Privacidade vs. Legalidade

Privacidade[bb] é importante. Nem todos acham assim. Na medida que este sistema impede a localização do IP de quem está acessando sites, pode permitir o uso ilegal da ferramenta. Essa é uma questão complicada: privacidade vs. legalidade. Tanto é que recentemente a polícia alemã desligou alguns servidores do TOR (os nós por onde o tráfego finalmente sai para a internet) sob alegação de que uma investigação sobre pedofilia apontava para seus IP’s. Mas como o TOR foi concebido para manter seus usuários no anonimato, apreender tais máquinas não acabou com o problema.

Comentários do Facebook

Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /var/www/vhosts/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273