Estadão com medão dos blog-inhos

por Alexandre Fugita

[Estadão: fazendo inho...]Vi na TV: mulheres falando sobre homens… e tascam a pérola: “homens ruivos e com aparelhos nos dentes têm mais chance de ficarem ricos”. Tiraram essa verdade dos blogs de dois garotos ruivos e que usam aparelho dentário. Conclusão: blogs são fontes não confiáveis de informação. Essa é uma campanha do portal Estadão que está causando buzz gigantesco na blogosfera brasileira. É só ver a capa do Rec6 deste Sábado para se ter uma idéia do que estou falando. Pelo menos 11 textos das 20 entradas possíveis referem-se à polêmica que a campanha causou.

Isso claramente mostra o medo que a mídia tradicional centenária – o jornal Estadão está por aí desde o século XIX – tem da democratização da distribuição da informação. Hoje todo mundo pode ter um blog. Antes de Gutenberg o domínio do que era publicado ficava nas mãos da Igreja. Só ela possuia os recursos para pagar escrivãos, ou seja lá como se chamavam os que escreviam. No Egito antigo o cargo de escriba tinha status gigantesco. Publicar algo era caro. Caríssimo.

Gutenberg veio e diminuiu os custos. Mais pessoas puderam publicar. Ainda era caro, mas muito mais fácil divulgar livros e jornais com tiragens grandes. Foi em algum lugar, por esta época, que surgiu o Estadão. Agora vieram os blogs e o conteúdo colaborativo . De novo, os custos de publicação caíram. Só que desta vez para quase zero. Sem contar que o advento do adsense tornou possível a monetização destes sites. Agora todos são publishers e todos são anunciantes.

Não culpo o Estadão por morrer de medo dos bloguinhos. Hoje com um blog gasta-se poucos reais ao invés de milhões para ter alcance global. Imprimir está fora de moda. Claro, é necessário qualidade para sobreviver na multidão. E a blogosfera tem mostrado qualidade de sobra. Isso dá um medão no Estadão. Ah, homens japoneses que possuem blogs de tecnologia têm mais chance de ficarem ricos do que ruivos de aparelhos…

Mais polêmica:

Comentários do Facebook
35 comentários
  1. Fugita,
    Concordo integralmente com você. Mas existe um mistério que você não sabia: ruivos sem aparelho são imbatíveis. ;-)
    Agora sério. Ainda estou impressionado com o “profissionalismo” da agência Talent e do marketeiros do Estadão. Pô, meu! Vão ser profissionais assim no jornal de papel usado no banheiro de posto de estrada.
    Abraços e sucesso,

  2. Não gosto do estadinho, ele está perdendo a noção que atacando os blogueiros ataca não apenas blogueiros, mas como potenciais clientes e divulgadores.

    Existem diversos blogs que copiam e colam notícias de outros jornais pra fazer comentários em cima desses (obviamente me refiro aos que colocam a fonte) e isso distribui a notícia pelos sites que feito de forma correta alavanca a audiência do próprio jornal.

    Obviamente com uma atitude dessas o estadinho somente será copiado pra chacota.

  3. Acho que está havendo muito alarde à toa. E também acho que o Estadão não está com medo dos blogs, visto que ele mantém seus próprios no Estadao.com.br.

    Ficar “brigando” desta forma é desnecessários. Blogs vieram para ficar, estão se profissionalizando e cada vez mais serão fontes de informação.

  4. Também concordo com o Thassius… esta dilema blogues versus jornalões é meio artificial… mesmo considerando que a campanha do Estadao é uma tremenda bola fora…

    Mas repercurtir a campanha é ponto pros marketeiros que transformaram o Estadao em buzzz (negativo, mas buzz!).

    A despeito do que pensa o Estadao e outros jornalões, as conversações só tendem a se ampliar… o fenômeno dos blogues, assim como da web “de leitura E escrita”, é irreversível…

    Quem viver lerá, comentará e trackbackerar (e não será numa mídia impressa!)

  5. 5 hypes que não tomei nota e vou muito bem obrigado……

    Que vivemos numa sociedade midiática (ou do espetáculo) e que a superdosagem de informação é sufocante, todos (?) já sabemos… mas ainda assim, vez enquanto, temos a sensação que temos que surfar todos os hypes para que possamos nos sentir ant…

  6. EU acho que isto é tudo medo, como você bem disse, e vontade de criar buzz. É onde aquela velha frase: falem mal mas falem de mim funciona.

    Como bem escrito por várias pessoas blogosfera afora, eu sou muito mais um blogueiro que entende do assunto que um jornalista que é pago para fazer aquele texto sobre o que não se conhece.

    Porém, como tudo na vida, é preciso ter bom-senso para escolher as fontes que se lê, tanto na vida digital (blogs) quanto no mundo real (jornais). Inclusive, escrevi um post sobre isto há pouco tempo atrás.

  7. 7. Clovis Artur disse em 12 ago 2007 - 15:20

    Parem com isso.
    Que mania de perseguição.
    Se valorizem de forma mais inteligente.

  8. A campanha do Estadão é covarde e só demonstra o despreparo e medo de lidar com as novas tecnologias, atitude normal para os tradicionais “donos da mídia” brasileira. Afinal de contas, são oito famílias que há anos dizem o que o povo tem direito de saber. É justo isso? Quem é mesmo macaco nessa história?
    Aqui no Ceará, é o Diário do Nordeste (Família Queiroz/Jereissati) que ataca os blogueiros em seu editorial deste domingo (12/08). Uma vergonha! Dêem uma conferida aqui: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=460671
    A grande mídia está desesperada com o avanço da blogosfera no Brasil. E você, vai continuar lendo o que essas famílias determinam? Acha isso legal? É mais confiável, não é mesmo? Éntão azar o seu!
    Eu vou continuar lendo blogs além de escrever o meu. Nem de longe sou um macaco. Mas se você quer continuar sendo manipulado pelos donos da mídia, continue lendo o Estadão e fique bem burrÃO. Boa sorte!

  9. […] mídia tradicional centenária, um dos grandes jornais brasileiros iniciou uma nova campanha publicitária. Vídeo. Imaginem só […]

  10. Não tenho um blog, até já tentei e a falta de talento para escrever me impediu.
    Ficou o leitor…
    A campanha pode ser o que for, mas está dando muito certo, fui atualizar a leitura de meus feeds e metade dos blogs tinham um post sobre isso.

    Eu só não faria nada desse tipo porque considero uma enorme “queimação de filme” para o próprio estadão, além do lado ético.

  11. Ainda não tive tempo de ler muitos posts e comentários, mas tenho certeza de que a campanha está dando certo :)

    Grande tacada, eu acredito. Eles não falaram nada mais do que a verdade e ainda conseguiram um buzz monstro.

    Claro. Se eu estivesse falando mal dos blogs eu que seria o macaco, já que leio dezenas deles ao longo da semana. A questão é que existem, sim, esses macacos que criam blogs e fazem ser verdade a campanha do estadão…

    Se brincar, os publicitários que criaram a campanha até têm blogs :)

    O mais interessante de tudo é que eles não generalizaram de forma alguma e, mesmo assim, o que mais se comenta é que o fizeram.

    Ainda vai aparecer alguém dizendo que o estadão chamou os Brunos de macacos ;)

    Bom.. tacada de mestre.

  12. 12. O estadão disse em 13 ago 2007 - 11:43

    Essa campanha que tenta desqualificar as informações ridicularizando a pessoa só podia ser do jornal que tinha o Pimenta Neves como diretor de redação:

    “Mesmo surpreso com a visita, resolve abrir a porta ao DIÁRIO. É a primeira vez que o jornalista conversa com a imprensa desde o dia 20 de agosto de 2000, há dois anos, quando ele próprio, então diretor de redação de “O Estado de S. Paulo”, confessou ter assassinado a jornalista e namorada Sandra Gomide, de 32 anos.”

    E mais, o estadão escondeu a notícia no outro dia, não noticiou, mesmo sabendo.

    Um jornal como esse só podia ser administrado por um assassino, não é mesmo?

    O link:

    http://www.brasilnews.com.br/News3.php3?CodReg=5776&edit=Geral&Codnews=999

    E veja isso:

    http://jbonline.terra.com.br/jb/papel/brasil/2006/01/14/jorbra20060114011.html

  13. 13. Sobre o estadão disse em 13 ago 2007 - 12:14

    O grande problema do estadão surge do conteúdo para as pessoas, como se vê na prática.

    A ética que tinha o pimenta neves em agir, é a ética que tem o estadão em informar.

    Veja nos casos de corrupção, o estadão só noticia casos dos seus adversários políticos e os que nutrem seus interesses ele esconde. Ou seja, corrupção só é ruim se for do meu adversário, se encher meu bolso, não tem problema.

    Essa é a prática do estadão e que pode se ver nas informações contidas nos jornais, isso se pode comprovar.

    Agora, ela faz uma generalização absurda e sem sequer fazer uma crítica ao conteúdo do blog. Se ha defeitos no conteúdo, ou desonestidade, a pessoa será responsável, mas o estadão não falou em conteúdo, mas somente da pessoa.

    Com o Pimenta Neves, como colocado acima, a diferença é que a informação e o jornal retratava a libido assassina que ele possuia. Ja o blog, a que retratar qualquer desonestidade, qualquer ignorancia ou absurdo, esse sim tem culpa, tem incompetencia, pois assim que age.

    Digo, como acima foi dito, o estadão é um jornal de mafiosos, não porque eles vestem uam roupinha de máfia, mas porque tem práticas desonestas, desumanas e irresponsáveis nesse jornal que não tem compromisso em informar, mas somente mentir e deturpar a realidade, mostrando apenas o que lhes interessam para ganharem dinheiro. Essa é a lógica, mentira e hipocrisia.

  14. Sabe aquele tipo de jornal em que a metade das publicações são patrocinadas? Pagou, publicou. Pois isso é muito comum.

    As notícias dos jornais são tão amadoras que parecem que foram escritas por um foca.

    Vou contar uma história.

    Um certo cidadão pagou para publicarem em um jornal aqui da cidade, sobre um evento que ele estava promovendo. Pois o pessoal do jornal enviou um estágiario, estudante de jornalismo, para cobrir o tal evento.

    Ele foi e anotou tudo o que os outros jornalistas falavam: “falta isso, falta aquilo, isto aqui está ruim, tá uma droga”.

    E não é que ele escreveu exatamente aquilo que ele ouviu. Passou pelo redator, pelo editor e foi publicado.

    No outro dia o cara foi até o jornal e fuzilou. Todo mundo que fazia parte do processo foi pra rua.

    Pois os caras não estavam lá para escrever a verdade. Estavam para escrever aquilo que foram pagos para escrever.

  15. Issamu, isto é o que mais acontece…
    Porém, eles tem o nome ESTADÃO já fixado e as pessoas confiam.

    Entenda “as pessoas” como quem não consegue fazer uma crítica do que lê. Apenas consome e pronto!

  16. Prezados Amigos,

    Acho de extrema importância essa discussão não somente pelo medo que as novas mídias estão criando nos meios de comunicação da idade da pedra, mas também por um movimento coletivo interessado cada vez mais em agregar seriedade, credibilidade e profissionalismo à Blogosfera Brasileira.

    Somos cada vez mais poderosos e este poder cresce exponecialmente,o ponto importantíssimo que não podemos negligenciar é a constante preocupação em agregar valor às infromações divulgadas, pois muito breve todos estarão unidos e fazendo concorrência feroz e voraz contra a mídia independente e errôneamente taxada de despretensiosa.Com cada vez mais qualidade, os leitores(Clientes),estarão cada vez mais satisfeitos.

    Abraços.

  17. […] – o Fugita não é ruivo nem usa aparelho (visite o link para […]

  18. Linkei seu post no meu blog, ok?
    Também acho que a qualidade dos blogs hoje em dia é muito boa. Muito infeliz esta campanha.
    Um abraço.

  19. 19. Leo Lima disse em 13 ago 2007 - 23:19

    O que eu acho pior nisso tudo é que só no Brasil a imprensa têm uma reação dessas. Os grandes jornais norte-americanos, europeus e asiáticos correram para contratar os melhores blogueiros para trabalhar com eles. O próprio O Globo transformou seus colunistas e blogueiros, vou até fazer um elogio ao O Globo que inclusive têm um espaço para que os leitores comentem as notícias, onde a opinião é livre, só tendo um mediador obviamente para conter excessos como palavroes e ofensas pessoais.

    O Globo realmente teve uma postura liberal (no sentido econômico) de não lutar contra a tecnologia, mas sim ir na onda dela. Quem lutar contra será varrido com a mesma força da sua resistência.

  20. 20. Leo Lima disse em 13 ago 2007 - 23:27

    Eu havia esquecido de citar que o Diário do Nordeste que também entrou na campanha contra os Blogs, é da família Jereissati, mesma do senado Tasso Jereissati.

    Tasso Jereissati é senador pelo PSDB, mesmo partido de Eduardo Azeredo, autor do projeto Orwelliano de controle da Internet.

  21. Esse buzz que o Estadão conseguiu causar causou um efeito contrário ao esperado, acredito eu.

    É bem como tu falou: a blogosfera mostra qualidade e os caras se apavoram. E tem uma idéia meio estúpida: ao invés de aproveitar aproveitar a onda, nadam contra.

    Tsc, uma pena. Tanto para os leitores, quanto para o Estadão.

    Nós, blogueiros, só temos a ganhar com isso.

  22. Valeu a gargalhada que brotou aqui, Fugita. Valeu mesmo. Obrigada!

  23. Aê, Fugita. Sobre os japoneses, não sei afirmar nada, mas que essa campanha do Estadão teve um lado muito positivo na movimentação da blogosfera, teve.

    Criei uma “anti-campanha” contra essa bobagem do Estadão.

    http://www.andafter.com.br/publicacoes/87.asp

    Desculpa o link ae, mas é relacionado ao assunto. haha

    Até.

  24. Não tenho um blog, até já tentei e a falta de talento para escrever me impediu.
    Ficou o leitor…
    A campanha pode ser o que for, mas está dando muito certo, fui atualizar a leitura de meus feeds e metade dos blogs tinham um post sobre isso.

    Eu só não faria nada desse tipo porque considero uma enorme “queimação de filme” para o próprio estadão, além do lado ético

  25. Quando eu falei (e falo) sobre “o poder e a influência dos blogs e blogueiros” disseram-me que eu estava ficando louco.

    Isso aí é só a ponta de um iceberg…

    Thanks!

  26. Os blogs evoluíram de diários de adolescentes um tanto quanto fora da realidade para poderosas ferramentas de disseminação de conteúdo em menos de cinco anos. A televisão levou muito mais que isso para atingir tamanha influência. O rádio mais ainda. A imprensa… nem se fala.

    Essa evolução rápida e de alta qualidade certamente ameaça as mídias tradicionais. A primeira reação costuma ser a de “abocanhar” as novas mídias, incorporando-as à sua própria estrutura. Quando isso é visto como impossível, tenta-se o descrédito. Quando o descrédito não funciona, a última solução é tentar destruir diretamente. Esse tipo de estratégia não ocorre apenas na situação jornais x blogs. É o normal de embates entre culturas.

  27. hahaha, adorei a frase no final … :D

  28. […] Estadão com medão dos blog-inhos – Techbits […]

  29. Campanha de um grande e tradicional veículo de comunicação questionando a credibilidade das notícias que circulam nos canais alternativos na internet,né? Quer dizer que a grande imprensa é muuuuito confiável, 100% séria e imparcial, né? E que blogs e afins publicam textos sem qualidade, sem fontes confiáveis, né?

    Vejam no blog do UniversoHq (www.universohq.blogspot.com), no post do dia 17/08/07, como um grande e tradicional veículo de comunicação faz para conseguir notícias…

    Fala sério…

  30. Nem todo mundo no ESTADÃO concorda com a linha da campanha.Vejam no link abaixo:

    http://www.peabirus.com.br/redes/form/post?topico_id=5619

  31. Vale a pena conferir a opinião do link abaixo:

    http://www.peabirus.com.br/redes/form/post?topico_id=5619

  32. […] Estadão com medão dos blog-inhos […]

  33. […] de ser simples diários [graças a Deus!] e começarem a rivalizar com os jornais [pelo menos o Estadão acha], surgiram os […]

  34. […] Antes da ascensão da Web Colaborativa, a Mídia Independente – rádios comunitárias (rádios-pirata), jornais de baixa circulação e fanzines – apesar de nunca deixarem de ser vistos com uma dose de cautela pela Grande Mídia (Rádios e TV’s, Revistas e Jornais), Governos e Corporações, nunca foi vista de fato como grande ameaça aos seus interesses. Mas, com o advento da Web Colaborativa (ou como alguns preferem chamar, Web 2.0), onde o custo para a publicação de conteúdo com alcance Global é praticamente zero, a Mídia Independente pode crescer de forma exponencial, através de veículos como listas de discussão, boletins por correio eletrônico, Redes Sociais, Podcasting de áudio e vídeo, Blogs e Fotologs, trazendo à público de forma muito mais impactante informações que contradizem o que é veiculado pela Mídia Tradicional, ao ponto de fazer tremer a Grande Mídia (vide a briga Estadão X Blogueiros). […]

  35. Eu também já tentei escrever um blog mas me falta tempo para isso,

    Eu Não gosto do estadinho e acho ridiculo a posição dele de atacar os blogueiros.

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email