Twitter, ferramenta de flashmob

por Alexandre Fugita

[Twitter] Alguém se lembra do fenômeno dos flash mobs? Um grupo de desconhecidos surgia do nada, realizavam alguma ação inusitada e dispersavam rapidamente. Isso ainda acontece e os mais interessantes parecem ser nas estações de metrô de Londres. Todos os desconhecidos envolvidos combinavam os flash mobs via SMS ou email. Era um viral e de acordo com a teoria dos seis graus de separação, muita gente ficava sabendo. Pois é, flash mob por SMS está fora de moda. O esquema agora é marcar via Twitter.

InterCon 2007 e a revolta dos Twitters

Quem esteve no InterCon, ou mesmo que não esteve, mas acompanhou via Twitter, percebeu o poder da ferramenta. Aparentemente aquela pergunta “O que você está fazendo?” não faz sentido algum. Mas quando se junta um monte de gente em um mesmo lugar, a resposta é quase um revolução.

As palestras eram comentadas por uma massa de twitteros em tempo real. Carbono 14 tem a ver com aquecimento global? Não! E lá foi a multidão prontamente protestar contra as palavras vindas de um representante do oráculo. Do grego, internet, do francês, interneté, e o auditório ovacionou. Lá no twitter, aplausos virtuais. Tudo em tempo real, todo mundo interagindo, mesmo que fosse para conversar com o cara do lado via micro-blogging.

Uma das palestras não agradou o público mais conectado do InterCon. No Twitter começou a pipocar a palavra desconferência, modelo mais anárquico adorado por geeks. Não deu outra, em 10 minutos uma multidão se reuniu nos puffs do saguão e passou a discutir assuntos aleatórios. Não pude comparecer pois estava no palco vendo ensinamentos do que é Wikipédia. Alguém aí sabe? Explique nos comentários.

Com quem você está fazendo?

O Orkut surgiu com a pergunta “Quem você conhece?”. Na vez do Twitter a pergunta mudou para “O que você está fazendo?”. Estou esperando para ver uma nova rede social surgindo, com um nome esquisito e uma pergunta bombástica: “Com quem você está fazendo?”.

Comentários do Facebook
30 comentários
  1. Logo, a privacidade será apenas história.

    Abraço.

  2. A Privacidade ainda da para salvar…

    O problema s~ao essas reinventa’c~oes.

    Twitter para mim ‘e um CHAT 2.0.

    Algo sem gra’ca e sem utilidade que por levar o 2.0 ao p’e da letra teve um BUM.

    Mas a sacada de usar o twitter no Intercon, e o modo de como foi usado foi muito interessante.

    FALOW !

  3. 3. Johann disse em 29 out 2007 - 14:19

    Fugita, não dá bandeira assim ! ;-)


    Estou esperando para ver uma nova rede social surgindo, com um nome esquisito e uma pergunta bombástica: “Com quem você está fazendo?”.

    Crie esse rede! Aproveite a idéia que vc mesmo teve! São destes pequenos lampejos que nascem grandes idéias como o Facebook, Myspace, Orkut e o próprio Google =)

    E, aproveite que vc é o primeiro a ler esse comentário.

    Abraço!

  4. Marco estava contando pra gente como foi isso. O que primeiro me chamou a atenção foi o termo “#intercon”. Como os canais do velho e bom IRC.

    Não estava sabendo que o negócio tinha ficado tão concentrado assim. Mais e mais eu provo meu pensamento pra mim mesmo; conferências estão fadadas ao coma profunto :)

    Sempre com opinião forte, Fugita :)
    Abraço.

  5. Obviamente não foi isso que o cara do Carbono 14 quis dizer, mas Carbono 14 tem a ver sim com o Aquecimento Global.

    O aumento de radiação solar “aumenta a produção” de C14 na atmosfera. Sabendo disso, os cientistas podem descartar ou não se o aquecimento da Terra tem a ver com o aumento da radiação do Sol :)

  6. Helder,

    Privacidade? O que é isso? Já ouvi falar, mas não lembro direito…

    Sergio,

    Sim, a forma como usamos o Twitter no InterCon foi bastante interessante. Essa é uma bela de uma função útil para a ferramenta.

    Johann,

    É mesmo, não vou mais vacilar assim!

    Wendely,

    Pois é, foi um flashmob via Twitter. A melhor das palestras foi a que usou a ferramenta para ajudar no debate.

    Jonny,

    Eu lembro que o Carbono 14 tem a ver com datação de fósseis. Mas como não sou biólogo, acredito em vc, hehehe!

    Abraços a todos!

  7. Sergio,

    “Reinventações” não são problemas, são soluções. Não acho que você esteja correto ao julgar a ferramenta pela tecnologia sem entender o conceito e suas consequências sociais. O Twitter da maneira com que foi planejado bem sacadas muito interessantes, isso sem entrar no mérito da qualidade de seu uso.

    Abs
    Renato

  8. Na real a privacidade sempre teremos, a questao é saber se iremos NAO querer nos expor…

    Abraço a todos!

  9. Por falar em privacidade… Você já viu a idéia que o Mr. MAnson deu para o Twitter? http://www.cocadaboa.com/2007/10/o_que_estou_buscando.php

    Ah, e a resposta pra pergunta “Com quem você está fazendo” acho melhor deixar em sigilo :) hehe

    Abraço

  10. […] Alexandre Fugita tem o tópico mais interessante sobre o assunto — ele estava comigo durante a palestra da MPP e aprendemos muito sobre o que é a Wikipedia e […]

  11. […] Luli Radfahrer –  iMasters InterCon 2007 Alexandre Fugita – Techbits – Twitter, ferramenta de flashmob […]

  12. […] que virá a seguir: a foto é da Mahrcinha e pensei em algumas coisas depois de ler este post do […]

  13. O uso do Twitter no InterCon foi extremamente interessante. Só quem esteve lá mesmo, participando ativamente pra entender como foi, né :)

    As fugas das palestras para os puffs, levar bronca do luli por causa disso e acompanhar tudo pelo twitter.. sem preço! hahaha

    bjo!

  14. Hi Fugita!!

    Tem a ver com datação de fóssil sim! Mas o surgimento dele na atmosfera é dada pelo “choque” de raios solares energzados com o Nitrogênio. Ai ele se junta ao oxigênio formando CO2 e ai entra na fotossíntese e bla bla bla…

    Através da concentração de C14 na atmosfera é possível saber se existe aumento dessa radiação :)

    Mas OBVIAMENTE qdo o cara falou, ele falou besteira…

  15. […] bem abordou o Alexandre Fugita, a própria cobertura do InterCon 2007 mostrou como o jornalismo caminha para o mundo mobile. O […]

  16. “Com quem você está fazendo?” foi ótima!

  17. […] * Para enteder melhor leia o artigo do mestre Alexandre Fugita – Twitter como ferramenta de Flashmob […]

  18. […] Comentar palestras e eventos, leiam mais no Tech Bits […]

  19. […] Twitter, ferramenta de flashmob […]

  20. […] Hmm Computadores… Gosto bastante de “estar on-line” mesmo que seja através de outro device. Estar on-line hoje é estar em redes socias, msn, orkut, facebook, twitter,… Ultimamente o Twitter tem sido revolucionário para min, depois da experiencia da Intercon principalmente. […]

  21. […] twitter tem se mostrando uma ferramenta de flash-mob, há tempos se discute isso, mas volto a esse assunto por 2 motivos são eles […]

  22. […] Comentar palestras e eventos, leiam mais no Tech Bits […]

  23. […] oportunidades de usar ferramentas de Web 2.0… como Wikis, blogs, comunicadores no estilo do Twitter, redes sociais como o Ning que poderiam dar um salto quântico no dia-dia do […]

  24. […] oportunidades de usar ferramentas de Web 2.0… como Wikis, blogs, comunicadores no estilo do Twitter, redes sociais como o Ning que poderiam dar um salto quântico no dia-dia do […]

  25. […] Twitter, ferramenta de flashmob – Techbits (tags: twitter) […]

  26. […] Comentar palestras e eventos, leiam mais no Tech Bits […]

  27. […] Comentar palestras e eventos, leiam mais no Tech Bits […]

  28. é o fim dos tempos rsrs

  29. Uma dica de site, para encurtar alguma url para poder postar no twitter sem usar muitos caracteres, acesse http://www.okm.me

  30. Uma dica pra galera ver as melhores twitadas http://www.twitternervoso.com.br

Deixe um comentário

Faça apenas comentários relacionados a este post. Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas, ou queira discutir qualquer outro assunto que não esteja relacionado a este post, entre em contato pelo formulário ou através do email [email protected]

Siga-nos no Twitter Nossa página no Facebook Assine o RSS Receba os posts pro email